Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
03/04/2006 - 16h21

Crítica: Xuxa usa velha receita e adormece crianças

Publicidade

KARINA KLINGER
da Folha Online

Duas décadas se passaram, e Xuxa Meneghel, 43, continua a mesma. Além dos efeitos mágicos do botox que lhe garantiram a beleza, a rainha dos baixinhos permanece tão distante das crianças como nos primeiros anos de programa na extinta TV Manchete. Não só subestima os pequenos com diálogos bobos e piadas sem graça, como se mostra pouco à vontade.

Divulgação
Xuxa tenta recuperar poder na Globo
Xuxa tenta recuperar poder na Globo
A estréia de mudanças em seu programa diário, "O TV Xuxa", na Globo, nesta segunda-feira (dia 3) deixou a desejar. Novos quadros foram incluídos, mas a maioria segue a receita mais antiga do bolo: games, musicais e desenhos. E as cansativas perguntas: "Quem ganha? São os meninos ou as meninas?". Nada contra os palhaços, mas só faltou um para o programa mostrar que aderiu ao moderno.

Um dos únicos pontos altos da atração é o quadro dos bichos. Educativo, ele revela o lado Sérgio Chapelin da narradora Xuxa, que mostrou imagens do tubarão-baleia na estréia. Por outro lado, o quadro não tem nada de inovador. Eliana, que agora apresenta um programa para o público adulto, já fez isso há alguns anos em seu programa infantil na Record.

O cenário high tech do "TV Xuxa" é bacana, mas a volta da nave, principalmente na abertura da atração é prova de falta de criatividade. Se Xuxa viesse a cavalo seria mais interessante ou no mínimo diferente. O engraçado é que, em princípio, o cenário modernoso impressiona, mas engana no final ao anunciar o "novo-velho".

Divulgação
Apresentadora repete clichês em seu novo programa
Apresentadora repete clichês em seu novo programa
Bailarinas acompanham a apresentadora que dubla, dança, ri e apresenta os participantes do show. A performance de Xuxa, aliás, mostra que ela continua com a mesma energia do começo de carreira. A grande inovação é que desta vez a loira não pede para os pequenos mandarem beijinhos para a família, como fazia no começo. O tempo corrido impede qualquer aproximação mais drástica. E não há paquitas de shortinhos curtíssimos, balançando as madeixas loiras diante das câmeras.

Como é o primeiro programa de uma nova fase, a atração ainda tem chances de melhorar com o tempo. O problema é que o programa não definiu um público alvo, quando você acha que Xuxa quer atingir pré-adolescentes, após a atração exibir um quadro sobre o funcionamento de um computador, o programa segue com bonecos e fantoches --muito bem feitos por sinal.

A esperada experiência ao ar livre ainda não foi ao ar neste primeiro programa. Um clipe apenas mostrou o que promete as competições do "Acampamento X", que está sendo gravado em uma fazenda próxima ao Rio de Janeiro. O quadro trará uma série de games envolvendo esportes radicais, no estilo ex-Olimpíadas do Faustão, mas com crianças.

Quem beira a faixa dos 30 deverá apreciar alguns poucos momentos da atração, quando são exibidos clipes de antigos programas da apresentadora na Globo.

Na sessão "recordar é viver", é possível matar as saudades da antiga nave cor de rosa, da Xuxa com cabelos longos, franjinha e frufrus coloridos na cabeça, da moda das botas brancas de cano alto e short curto, e dos saudosos, porém, moderados "Ilariês". Afinal ouvir o hit apenas uma única vez já é suficiente.

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre Xuxa
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página