Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
05/04/2006 - 09h49

Palhaço Carequinha morre no Rio aos 90 anos

Publicidade

da Folha Online

O artista George Savalla Gomes, 90, intérprete do palhaço Carequinha, morreu nesta quarta-feira, em sua casa, em São Gonçalo, no Rio. Carequinha passou mal durante a madrugada, com dores no peito, e morreu antes de ser levado a um hospital.

Publius Vergilius/FI
O palhaço Carequinha, que morreu aos 90 anos
O palhaço Carequinha, que morreu aos 90 anos
Nascido em Rio Bonito (interior do Rio de Janeiro) em 1915, no circo em que a família trabalhava, George começou a carreira artística aos cinco anos --foi levado ao picadeiro pela primeira vez pelo segundo marido da sua mãe, já que perdeu o pai quando tinha dois anos. Em toda sua carreira, porém, atuou em uma série de circos nacionais e internacionais.

Em 1938, Carequinha estreou como cantor na Rádio Mayrink Veiga, no Rio de Janeiro. No início dos anos 50 passou a trabalhar na TV Tupi, se transformando no primeiro palhaço da televisão brasileira.

Em julho de 2005, a gravadora EMI Music lançou o CD "Carequinha --90 Anos de Espetáculo" para comemorar os 90 anos do artista e seus 85 anos de carreira. Em quase um século, ele gravou 26 discos, estando entre seus principais sucessos a canção "O Bom Menino" (o bom menino não faz pipi na cama/o bom menino não faz malcriação).

Carequinha deixa cinco filhos, netos e bisnetos.

Saúde frágil

Carequinha passou por várias internações hospitalares nos últimos tempos. Em janeiro, ele foi submetido a uma cirurgia para corrigir um problema (estreitamento) na uretra, a fim de desobstruir esse canal urinário. A operação ocorreu na Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora (MG), onde ele ficou internado por cerca de uma semana.

O artista, que é do Rio, foi para Minas após não encontrar vaga em hospitais da cidade. Como ele tem irmã na cidade mineira, e o sobrinho é prefeito, preferiu viajar para se tratar.

Antes disso, em novembro de 2005, o artista chegou a ficar internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) em um hospital no Rio por um mês, para tratar um quadro de desidratação, pneumonia e anemia. Durante a internação no Rio, foi detectada uma insuficiência renal crônica, também controlada.

Naquela ocasião, Carequinha chegou a ser submetido a transfusões de sangue e precisou de ajuda de aparelhos para respirar.

Leia mais
  • Juiz de Fora tem luto oficial pela morte de Carequinha
  • Corpo de Carequinha é velado em São Gonçalo

    Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre o palhaço Carequinha
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Fogão Fogão De diversas marcas a partir de R$ 358,20

    Notebook Notebook Windows 8, LED, Intel" Core a partir de R$ 799,00

    Home Theater | Tênis | Mais...

    Voltar ao topo da página