Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
07/08/2006 - 16h58

Foto de amamentação em revista gera protestos nos EUA

Publicidade

da France Presse, em Washington

Leitores da revista americana "Babytalk", voltada para jovens mães, estão furiosos com a capa do último número da publicação, que estampa uma mulher amamentando. Alguns consideraram a foto ofensiva e repulsiva.

"Fiquei chocada ao ver um seio enorme na capa da sua revista", escreveu uma leitora do Kansas ao comentar a foto da capa da última edição da revista, que tem distribuição gratuita. "Fiquei ofendida e meu marido mostrou muito desconforto quando deixei a revista sobre a mesa do café", acrescentou.

Reprodução
Capa da revista provocou polêmica
Capa da revista provocou polêmica
Essa reação foi apenas uma das 5.000 cartas que a revista recebeu em resposta a uma pesquisa para averiguar como o leitor se sentia com a foto de capa da edição de agosto da revista, que mostra um bebê mamando no peito.

Alguns leitores disseram ter ficado "envergonhados" ou "ofendidos" com a foto. Uma mulher de Nevada disse que virou a capa da revista para baixo "imediatamente". "É nojento. Fiquei doente de ver um bebê agarrado a um peito", destacou a mulher, mãe de um bebê de quatro meses.

Outra leitora disse ter ficado "horrorizada" ao receber a revista e que espera que o marido não tenha colocado os olhos nela. "Tive de rasgar a capa porque não queria que ficasse rodando pela casa", acrescentou.

Um programa de audiência nacional também entrou na polêmica, entrevistando algumas pessoas em Nova York que declararam ter sentido aversão à foto.

Amamentação

A imagem de capa foi publicada para ilustrar a polêmica em torno da amamentação nos Estados Unidos, onde uma pesquisa nacional feita pela Associação Dietética Americana revelou que 57% dos entrevistados se opõem a que as mulheres amamentem em público e que 72% pensam que é inapropriado mostrar uma mulher amamentando em programas de TV.

A editora-executiva da revista, Lisa Moran, disse que, embora a maioria dos que responderam à pesquisa sobre a foto de capa tenham tido uma reação positiva, ela ficou surpresa com os 25% que expressaram afronta.

"Realmente existe uma faixa puritana na América", disse Moran. "Você vê celebridades praticamente expondo seus seios todo o tempo e ninguém parece ver nisso um contexto sexual, [..] mas muitos se sentem desconfortáveis com o contexto muito natural de uma mãe alimentar seu filho", acrescentou.

Ela disse que a polêmica é ainda mais surpreendente à luz dos esforços concentrados do governo americano e de profissionais de saúde para encorajar as mulheres a amamentar. "Todos dizem que a amamentação é melhor para o bebê, mas há pouco apoio do público", lamentou Moran.

A editora afirmou ainda que a foto da "Babytalk" marca a primeira vez que uma grande revista voltada para os pais nos Estados Unidos ousa quebrar o tabu de mostrar o seio de uma mulher. Segundo Moran, o ultraje que a imagem causou não impedirá que os editores voltem a publicar uma foto assim.

"Isso não nos assustou em absoluto", disse Moran. "Estamos emocionados e esperançosos de que isso ajude as mulheres a conseguirem mais apoio para a amamentação", concluiu.

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre amamentação
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página