Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
09/01/2007 - 17h47

Preguiça, cultura do grotesco e voyeurismo explicam "BBB", diz enquete

Publicidade

da Folha Online

É a preguiça (27%), o gosto pelo grotesco (21%), o voyeurismo (18%) e a falta de opções na TV (18%) que explicam o interesse do público pelo "Big Brother Brasil", na opinião dos internautas que participaram de enquete realizada pela Folha Online. Foram mais de 11.300 votos.

Desde 2002, o verão da Globo aposta na exposição da intimidade e de conflitos entre anônimos com o "Big Brother Brasil". Nesta terça-feira (9), estréia a sétima edição do programa.

A opção mais votada (27%) foi "Preguiça: besteirol e conteúdo vazio dos participantes não exigem muito esforço mental do telespectador".

Em segundo lugar (21%), ficou a alternativa "Gosto pelo grotesco: programa incentiva situações constrangedoras, ridicularizantes e preconceituosas".

Empatados com 18%, ficaram "Voyeurismo: a Globo explora cenas dos participantes em trajes mínimos e em situações de apelo erótico" e "Falta de opção: a programação da TV aberta é de péssima qualidade. Não há opção melhor no horário".

Confira aqui o resultado final das sete opções citadas na enquete. O resultado não tem valor de amostragem científica e se refere apenas a um grupo de leitores da Folha Online.

Leitores

A Folha Online recebeu e-mails de leitores comentando o texto "Globo inicia "BBB7" com aposta em "explosão de hormônios" e intrigas". Confira.

"Como se já não bastasse o lixo que o BBB representa para a TV brasileira, a Globo ainda dá uma lição de discriminação, escolhendo a dedo os participantes e excluindo as pessoas de origem humilde, os negros e os gordos, isso é uma vergonha pra nós brasileiros", escreveu o leitor Rodrigo Morais e Silva (rodrigomorais33@bol.com.br).

"Eu quero comunicar um erro gravíssimo da Rede Globo. Fiquei indignada com a colocação --baixa renda, gordinhos, maiores de 30 anos e velhos--, referindo-se a pessoas idosas como li no UOL sobre o reality show. Isso dá cadeia, pois discriminação não é somente racial. Não esqueçam que, quem dá audiência é a baixa renda, e se o povo brasileiro tivesse vergonha na cara não sentava para assistir a porcaria que é o BBB", escreveu a leitora Cleonice (cleorufino@hotmail.com).

Leia mais
  • "Tarados por BBB" vão jogar tomate em eliminados "do mal"
  • Globo inicia "BBB7" com aposta em "explosão de hormônios" e intrigas
  • Participante que fez "Malhação" é outra "coincidência" do "BBB7"
  • Sem diversidade, "BBB7" vai explorar estética da mulher-objeto
  • Exclusão de candidato é velho chamariz para "BBB"

    Especial
  • Enquete: Por que o SBT insiste no trash?
  • Leia cobertura completa sobre o "BBB7"
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página