Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
24/01/2007 - 15h54

Ativistas do Peta tumultuam campanha de perfume de Jennifer Lopez

Publicidade

da Folha Online

Os manifestantes do Peta (People for the Ethical Treatment of Animals), entidade de defesa dos animais, aprontaram mais uma. Em um evento para promover um novo perfume de Jennifer Lopez na última sexta-feira, os ativistas surpreenderam os fãs da cantora.

Divulgação
Jennifer Lopez foi criticada
Jennifer Lopez foi criticada
Alguns manifestantes se fingiram de admiradores de J-Lo para protestar contra o uso de pele de animais na coleção de roupas da cantora. O evento, que promovia o perfume Glow After Dark, aconteceu na loja de departamentos Macy's em Downey (Califórnia).

O principal chamariz da promoção era um concurso para eleger a "garota Glow" e participar de um projeto da cantora. Duas ativistas do Peta subiram então ao palco, onde deveriam dizer por que gostariam de ser a "garota Glow". Mas, ao contrário do que se esperava, não pegaram o microfone para elogiar J-Lo.

"Acho que o mais importante para ser uma diva... não é ser sexy ou ter estilo, mas não usar pele de animal verdadeira", disse uma delas, que puxou um coro de "J-Lo, pele não".

A mesma entidade já chamou Gisele Bündchen de "sanguessuga brasileira", criticou Kate Moss e Beyoncé, entre outras celebridades.

Especial
  • Leia tudo o que já foi publicado sobre Jennifer Lopez
  • Leia tudo o que já foi publicado sobre o Peta
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página