Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
26/01/2010 - 08h37

Americano funda igreja do Dude na internet

Publicidade

FERNANDA EZABELLA
da Folha de S.Paulo

Oliver Benjamin, americano que mora na Tailândia há cinco anos, é autor de mais um livro sobre o personagem de "O Grande Lebowski", que sai ainda neste ano. É também criador do site que divulga a "filosofia" do Dude (www.dudeism.com), com 2 mil a 4 mil visitas por dia, segundo ele.

Nada disso, no entanto, é mais importante que sua obra maior: transformar o "dudeísmo" em religião.
"Por trás do filme há uma mensagem espiritual profunda, parecida com o taoísmo chinês", diz Benjamin, 42. "Para algumas pessoas é mesmo uma piada, mas temos uma filosofia e queremos ser reconhecidos como religião", diz, sem brincadeira.

Segundo ele, alguns Estados americanos já reconheceram a nova igreja e há até "padres" dudeístas que celebram casamentos (basta um clique gratuito no site para você mesmo virar um padre "dude").

Divulgação

Para quem só acredita vendo, o diretor britânico Richard Butchins (do documentário "The Last American Freak Show") está viajando pelos EUA desde o final de dezembro para registrar a experiência. No blog www.adudes odyssey.com, há algumas histórias de seguidores do movimento.

"Nossa religião vai contra os excessos da civilização, traz as pessoas de volta a uma maneira mais natural de levar a vida", diz Benjamin, que cuida do site sozinho e pretende contratar alguém para ajudar. "O problema é que dudeísmo é a religião da preguiça e de repente o trabalho começou a ficar pesado."

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página