Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
16/04/2003 - 10h14

Competição entre navegadores de web foi parar na Justiça dos EUA

da Folha de S.Paulo

Apelidada de "guerra dos navegadores", a disputa entre Microsoft e Netscape foi um dos eventos mais importantes dos anos 90. Para ganhar mercado, a empresa de Bill Gates decidiu, em 1998, embutir o Internet Explorer no sistema operacional Windows, presente em mais de 90% dos PCs.

O governo dos Estados Unidos considerou a medida, que impedia os usuários de remover o Explorer, anticompetitiva, e decidiu atacar a Microsoft na Justiça.

Em 2000, o juiz norte-americano Thomas Jackson propôs um castigo para a Microsoft: a empresa teria de ser dividida em duas -uma que controlasse o Windows e outra que detivesse os programas de rede como o Internet Explorer. Mas, poucos meses depois, Jackson foi afastado do caso por fazer declarações consideradas impróprias (ele comparou a Microsoft ao Japão da Segunda Guerra Mundial) e ter abreviado o processo.

Após a posse de George W. Bush, o governo dos EUA desistiu de processar a Microsoft e fez um acordo. Alguns Estados e empresas dos EUA pretendem continuar a processar a companhia de Bill Gates.

Código aberto

A Netscape tentou, em 1998, uma medida heterodoxa: revelou o funcionamento interno do seu navegador para que voluntários o desenvolvessem. Nascia o Projeto Mozilla.

Em março de 2003, o projeto finalmente lançou a versão 1.0 do navegador Mozilla.

O navegador Netscape 7 é uma versão do Mozilla com alterações mínimas. Atualmente, a Netscape pertence à America Online, maior provedora de acesso à rede dos EUA.

Embora apresente excelente qualidade, o Mozilla deixará de ser aperfeiçoado quando chegar à versão 1.5: seus criadores pretendem investir num novo navegador, que se chama Phoenix e supostamente é mais rápido e versátil.

Os browsers evoluíram bastante desde o Mosaic, mas o programa pioneiro continua surpreendentemente atual (se você quiser testar a versão 3.0, vá a archive.ncsa.uiuc.edu/SDG/Software/mosaic-w).

Atualmente, a maior preocupação dos usuários é -ou deveria ser- a segurança. O Internet Explorer, por exemplo, frequentemente apresenta defeitos que podem levar à destruição de arquivos. Para se proteger, instale as atualizações em windowsupdate.microsoft.com.
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página