Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
16/08/2006 - 16h43

YouTube negocia com gravadoras para disponibilizar clipes

Publicidade

da Folha Online

O YouTube está negociando um acordo com diversas gravadoras para disponibilizar milhares de vídeos on-line. A ação pode aproximar o perfil do site, atualmente apenas uma plataforma de troca de vídeos (a mais popular do mundo), ao de um provedor de conteúdo de entretenimento, como o Yahoo! e outros.

De acordo com seus administradores, qualquer que seja o acordo com as gravadoras, o conteúdo continuará a ser acessado gratuitamente. "Queremos ter todos os videoclipes de todos os tempos em seis, 12 ou talvez 18 meses", disse o co-fundador do site, Steve Chen, à agência de notícias Reuters. Chen afirmou ainda que pretende se diferenciar de serviços como os do iTunes, AOL Music ou Yahoo! Music.

O site teve um boom de popularidade cerca de um ano atrás e agora, segundo divulga o próprio YouTube, registra 100 milhões de pageviews por dia e responde por cerca de 60% dos vídeos assistidos on-line.

Os nomes das gravadoras que poderão integrar o acordo não foi divulgado pelo site, mas a Warner e a EMI confirmaram que estão em negociações com o YouTube.

Leia mais
  • Artistas passam a criar de olho no YouTube
  • YouTube é mais popular que o MySpace, diz pesquisa
  • Sites rivais do YouTube querem pagar usuários
  • Site de vídeos do Yahoo! quer usuários do YouTube

    Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre o YouTube
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página