Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
11/01/2007 - 10h51

Cisco entra na Justiça dos EUA contra Apple por marca iPhone

Publicidade

da Folha de S.Paulo

A Cisco afirmou ontem que entrou na Justiça americana contra a Apple pelo uso da marca iPhone, o aparelho celular com iPod da empresa de Steve Jobs.

As empresas negociaram os direitos ao uso do nome nos últimos anos sem ter conseguido chegar a um acordo, afirmou a Cisco.

"A Cisco entrou com boa fé nas negociações, após a Apple pedir várias vezes para o usar o nome iPhone", disse seu vice-presidente, Mark Chandler. "Não há dúvida de que o novo telefone da Apple é empolgante, no entanto eles não poderiam usar a nossa marca registrada sem a nossa autorização."

A Cisco afirma ser proprietária da marca iPhone desde 2000. Ela lançou em dezembro um telefone com mesmo nome, que usa tecnologia VoIP (sigla em inglês para voz sobre protocolo de internet, que transmite as ligações pela rede). Ela disse ter adquirido os direitos ao nome iPhone com a aquisição da Infogear Technology.

Procurada Folha, antes da decisão final da Cisco, a assessoria da Apple no Brasil disse que não havia recebido a resposta oficial da matriz sobre o assunto.

O iPhone da Apple, lançado por Jobs na terça, é mais fino que uma polegada e não tem teclado: usa tela sensível ao toque para fazer ligações, assistir a vídeos, ouvir música, conectar-se a um computador ou tirar fotos --há uma câmera digital de dois megapixels embutida.

Há dois modelos do aparelho: o mais barato, com quatro gigabytes, custará US$ 499 nos EUA, a partir de junho. A versão com o dobro de espaço sairá por US$ 599. Ainda não há previsão de lançamento no Brasil.

Com agências internacionais

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre o iPhone
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página