Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
24/01/2001 - 04h14

Weblogs reinventam o uso da Internet

Publicidade

ALEXANDRE VERSIGNASSI
da Folha de S.Paulo

A rede está recebendo uma dose de ar fresco. Os responsáveis por essa façanha são os programas que permitem aos usuários montar páginas e colocá-las na rede em menos de um minuto -mesmo que a pessoa mal saiba programar um microondas.

Esses softwares podem ser utilizados diretamente da rede -não é preciso baixá-los para o micro. O que eles trazem são versões pé-de-boi de editores de sites -a aparência deles é tão simplória quanto a do "Bloco de notas", do "Windows".

A vantagem desse novo serviço sobre outros editores on line é, de fato, a rapidez com que permite a criação e a atualização de páginas -dependendo do programa, dá para renovar o conteúdo de um site em menos de dez segundos.

Essa característica acabou fazendo com que os usuários desses softwares
criassem uma nova forma de usar a Internet: manter diários on line, falando sobre o que vier à cabeça.

Então, esse novo tipo de conteúdo inspirou uma espécie de "sociedade alternativa" da rede. Nela, as páginas recebem o nome de "weblogs" (algo como webdiários) ou, para os íntimos, "blogs".

Os "cidadãos" dessas comunidades costumam publicar listas de links para outros "blogs" em suas páginas. O resultado é uma rede paralela, à parte da Internet dos portais e do comércio eletrônico.

"As pessoas conversam entre os "blogs", fazem links, citam o que um escreveu, o que o outro comentou. Vira uma pequena comunidade", afirma a designer carioca Lia Caldas, 26, que montou seu "blog" (www.liacaldas.com/speed) em novembro.

"É praticamente um ritual, um vício", afirma a jornalista Flávia Durante, 23, ao descrever o hábito diário que tem de escrever em seu "blog" (http://fladurante.blogspot.com) e de ler os de outras pessoas.

Faça você mesmo
Entre os editores de "blogs", há o "Blogger" (www.blogger.com) e o "Manila" (www.weblogger.com).

O primeiro pode ser acessado pelo botão Start Now!, que fica na tela de abertura do site. Depois de preencher um cadastro, o usuário é apresentado ao editor de "blogs".

Na tela em branco que aparece, deve-se colar ou escrever seu texto. Já para criar links e colocar negritos e itálicos, há um menu de ícones na parte superior da tela. Mas, para pôr imagens, só usando códigos em "HTML".

Depois de tudo pronto, resta clicar em View web page e conferir o novo "blog". Caso a página do usuário esteja hospedada nos servidores do "Blogger", o endereço fica com esse padrão: http://fulano.blogspot.com.

Quando a pessoa quiser usar o editor para atualizar seu "blog", precisará clicar no botão Sign in do site do "Blogger".

Já o "Manila" é ainda mais simples. Logo que um endereço é criado (botão Start here), abre-se uma janela com a nova URL (http://fulano.weblogger.com).

E o melhor: para incluir imagens, não é preciso saber "HTML". Basta ir à seção Pictures -fica na própria página do usuário- e clicar em Procurar. Para publicar a imagem, deve-se clicar em Edit this page e, no campo que aparece, digitar o nome que foi dado para ela entre aspas. Os textos podem ser escritos diretamente nesse campo.

E, para que o usuário atualize a página, ele só precisa ir ao seu "blog" e clicar em Log in, que dá acesso ao editor.
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página