Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
02/10/2009 - 11h15

Investidor russo expande participação no Facebook, dizem fontes

Publicidade

da Reuters, em San Francisco

O grupo de investimento russo Digital Sky Technologies começou a adquirir mais ações do Facebook, na esperança de expandir sua participação no maior site mundial de redes sociais, informaram duas fontes à Reuters.

A Digital Sky começou a adquirir ações diretamente dos acionistas do Facebook, segundo disseram duas pessoas que conhecem as transações, pedindo que seus nomes não fossem revelados, na quinta-feira (1º).

Eric Risberg/AP
Desde que foi criado, em alojamento da Universidade de Harvard cinco anos atrás, o Facebook se tornou um dos sites mais populares da web
Desde que foi criado, em alojamento da Universidade de Harvard há cinco anos, Facebook se tornou um dos sites mais populares

Desde que foi criado, em alojamento da Universidade de Harvard cinco anos atrás, o Facebook se tornou um dos sites mais populares da internet, e vem desafiando com força cada vez maior as potências estabelecidas do setor, como Yahoo! e Google.

O fenômeno das redes sociais, que tem a Microsoft entre seus investidores e já conta com mais de 300 milhões de assinantes no mundo, é considerado como um dos mais promissores candidatos a uma oferta pública inicial de ações no setor de tecnologia, ainda que seu presidente-executivo, Mark Zuckerberg, tenha declarado em maio que uma oferta pública "ainda vai demorar alguns anos".

De acordo com uma das fontes, a Digital Sky está oferecendo US$ 14,77 por ação do Facebook, o mesmo preço pago em julho quando ela adquiriu US$ 100 milhões em ações do Facebook junto a funcionários e ex-empregados do site de redes sociais --o que avalia a empresa em US$ 6,5 bilhões de dólares.

Os funcionários do Facebook receberam prioridade para vender ações à Digital Sky em julho, enquanto os ex-funcionários estavam limitados a vender 29% do total pretendido, devido ao alto interesse de venda.

A fonte disse acreditar que o acordo entre a Digital Sky e o Facebook proíba o grupo russo de solicitar novas ações para compra junto aos funcionários da empresa, e que agora as compras devam se limitar aos ex-funcionários.

A Digital Sky também adquiriu US$ 200 milhões em ações preferenciais do Facebook, em maio.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página