Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
05/12/2009 - 08h05

Bichos eletrônicos tentam suprir falta dos verdadeiros

Publicidade

AMANDA DEMETRIO
da Folha de S.Paulo

Ter um animal de estimação em casa, grande exigência de parte dos pequenos, pode ser cansativo para os pais --que terão, no fim das contas, que criar mais um filho. Uma das saídas que o mundo moderno nos dá é a possibilidade de comprar um robô com funções simples, que imita os bichos o quanto pode.

O cão Spock é um exemplo disso. Desenvolvido pela Candide, ele se propõe a ser um cachorro interativo, que entende frases ditas pelas crianças e emite sons de acordo com o que foi ouvido.

Divulgação
Dinossauro interativo que anda custa R$ 149,99; mais informações podem ser obtidas no site www.hasbro.com
Dinossauro interativo que anda custa R$ 149,99; mais informações podem ser obtidas no site www.hasbro.com

Entre as frases programadas para ser reconhecidas estão "quero ouvir uma história" e "conte uma piada", e o cão as responde de um jeito hiperativo --não para de mexer o rabo por nada. A maioria das frases é reconhecida, mas o pequeno robô não é perfeito. Uma boa função é que ele reconhece a frase "fica quieto, Spock" como ordem para desligar.

Mas um dos problemas do cão é que não existe um modo para ajustar o volume dos sons emitidos pelo bicho. Ele não late baixo e isso pode incomodar os pais.

De acordo com a Candide, foram feitos testes e pesquisas com mais de 3.000 vozes de diferentes sotaques do Brasil para que não existissem problemas por região.

Divulgação
Robô-cachorro da Candide (www.candide. com.br), com preço sugerido de R$ 199
Robô-cachorro da Candide (www.candide. com.br), com preço sugerido de R$ 199

O Spock também tem um circuito de movimentos, mexendo boca, rabo e corpo, com sincronia.

O bicho é vendido em três modelos distintos, com vozes e respostas diferentes.

Outras opções são os dinossauros interativos da linha Playskoll da Hasbro. O dinossauro interativo (o da direita), por exemplo, é um bebê dinossauro que tem diferentes reações quando recebe um aperto na língua.

O dinossauro da esquerda anda e tem um sensor nas costas que o acorda e o faz rugir. O bicho tem a habilidade de interagir com outros da sua linha de produtos.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página