Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
25/04/2005 - 15h41

Acidente de trem no Japão deixa 56 mortos e 440 feridos

Publicidade

da Folha Online

O descarrilamento de um trem em Amagasaki, Província de Hyogo (410 km a oeste da capital Tóquio), nesta segunda-feira, deixou até o momento 56 mortos e 440 feridos, de acordo com o site japonês "Daily Yomiuri", citando fontes oficiais.

Segundo autoridades, trata-se do pior acidente deste gênero no país nos últimos 40 anos.

Ao descarrilar, a composição com sete vagões e 580 passageiros, primeiro colidiu com um veículo e, em seguida, entrou em uma garagem, localizada no primeiro andar de um edifício. O muro de proteção do prédio também foi violentamente atingido por dois dos cinco vagões descarrilados.

O acidente aconteceu às 9h52 [21h52 deste domingo, no horário de Brasília], em um horário em que um grande número de pessoas utiliza os serviços de trem.

AP
Bombeiros tentam retirar vítimas das ferragens. Veja mais imagens
Investigações preliminares levam a duas hipóteses sobre a causa do acidente: velocidade excessiva e inexperiência do condutor. Ryujiro Takami, 23, que conduzia o veículo, pode ter acelerado a composição e com isso, não ter conseguido fazer a curva. Takami tinha 11 meses de experiência na função.

Segundo os investigadores, o trem só poderia ter descarrilado se estivesse a mais de 133 km/h, de acordo com informações da agência de notícias japonesa Kyodo.

Ainda não está claro qual era a velocidade do trem no momento do acidente, afirmou Tsunemi Murakami, diretor de segurança para trens. Ele também disse que a equipe de investigadores também encontrou pedras e outros detritos na linha do trem.

"Há muitas teorias, mas ainda não sabemos o que causou o acidente", afirmou o chefe do gabinete japonês, secretário Hiroyuki Hosoda. "O primeiro-ministro nos pediu para que descobríssemos [a causa] com urgência."

Passageiros que sobreviveram afirmam que o trem estava atrasado em relação ao horário previsto, porque havia passado sem parar por uma estação, e teve que retroceder para permitir a saída dos passageiros.

Vítimas

O Departamento de Bombeiros de Amagasaki confirmou o número de mortos. Ainda não há informações se há moradores entre as vítimas, ou se havia pessoas dentro do carro atingido.

Cerca de dez pessoas ainda permanecem presas nas ferragens, afirmaram os bombeiros, segundo a agência Kyodo. Desses, quatro estão vivos, e as equipes de resgate ainda tentam retirá-los das ferragens.

Centenas de bombeiros ajudam no resgate das vítimas. "Houve um tremor violento, e logo em seguida fui atirado ao chão (...) caí sobre um monte de gente" afirmou o passageiro Tatsuya Akashi à rede pública de televisão japonesa NHK. "Eu não sabia o que havia acontecido, e muitas pessoas sangravam", disse.

Vários parentes das vítimas foram até os hospitais próximos procurar por feridos e mortos. Takamichi Hayashi afirmou que seu irmão de 19 anos, Hiroki, chegou a fazer uma ligação de dentro do trem, momentos após a colisão. Ele ainda não foi localizado.

Histórico

Um dos piores acidentes de trens ocorrido no Japão aconteceu em 1962, quando 160 pessoas foram mortas após a colisão de três trens ao norte de Tóquio. No ano seguinte, mais 161 pessoas morreram quando outras três composições --duas de passageiros e uma de carga-- colidiram em Tsurumi.

Em 1972, um incêndio no vagão usado como restaurante de um trem que trafegava pelo túnel de Hokurikyu, a nordeste do Japão, deixou 30 mortos. Após 19 anos, um novo acidente envolvendo a malha ferroviária japonesa aconteceu: em Shigaraki, a oeste do país, 42 pessoas morreram em um acidente de trem.

Em 2000, outras cinco pessoas morreram e 33 ficaram feridas depois que um trem do metrô japonês colidiu com uma composição parada, na capital.

Com agências internacionais

Leia mais
  • "Caí sobre um monte de gente", diz sobrevivente de acidente no Japão
  • Veja alguns dos piores acidentes de trens

    Especial
  • Veja galeria de imagens do acidente no Japão
  • Leia o que já foi publicado sobre descarrilamento de trens
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Geladeiras Geladeiras Frost Free, Duplex, a partir de R$ 862,20

    Notebook Notebook Trabalhe, estude, jogue, a partir de R$ 769,00

    Celulares | Tênis | Mais...

    Voltar ao topo da página