Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
22/09/2005 - 07h51

SPD tenta manobra para ser maior grupo no Parlamento alemão

Publicidade

da France Presse, em Berlim

Membros do Partido Social Democrata Alemão (SPD) do chanceler Gerhard Schröder querem fazer uma reforma no regulamento das sessões do Bundestag [Parlamento alemão] que lhe permitiria tornar-se o grupo mais importante da casa, possibilitando a reivindicação do posto de chanceler, informou um dos líderes do partido.

"Sim, algumas destas tendências estão se perfilando", afirmou o vice-presidente do bloco parlamentar do SPD, Gernot Erler, à rádio berlinense RBB-Inforadio nesta quinta-feira.

Segundo o deputado Gernot Erler, vice-presidente do bloco parlamentar do SPD, os social-democratas querem que no futuro a União Democrata Cristã (CDU) de Angela Merkel e seu pequeno partido irmão, a União Social Cristã da Baviera (CSU) de Edmund Stoiber, formem dois grupos parlamentares distintos.

Se o projeto for adotado, o SPD será efetivamente o grupo mais importante do Parlamento Federal.

Após as eleições legislativas antecipadas de domingo (18), os social-democratas ficaram com 222 cadeiras e a CDU/CSU com 225, sendo 179 para a CDU e 46 para os social-cristãos da Baviera.

Especial
  • Enquete: quem será o próximo chanceler alemão?
  • Leia o que já foi publicado sobre Gerhard Schröder
  • Leia o que já foi publicado sobre Angela Merkel
  • Leia cobertura completa sobre as eleições na Alemanha
  • Leia o que já foi publicado sobre as eleições legislativas alemãs
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página