Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
02/10/2005 - 11h09

Eleitores de Dresden vão às urnas para encerrar eleições alemãs

Publicidade

da France Presse, em Berlim

Quase 219 mil eleitores do distrito de Dresden (leste) devem comparecer às urnas neste domingo para encerrar as eleições legislativas alemãs, iniciadas em 18 de setembro passado, e que mergulhou a Alemanha em uma crise política. As eleições em Dresden foram atrasadas duas semanas devido à morte da Kerstin Lorenz, durante um comício eleitoral.

No total, 23,5% dos eleitores de Dresden já votaram por correio e não comparecerão às zonas eleitorais.

As pesquisas apontam uma ligeira vantagem do candidato da União Democrata Cristã (CDU) Andreas Lammel em relação à líder do Partido Social Democrata (SPD), Marlies Volkmer. Porém, a candidata do Partido de Esquerda, a deputada regional Katja Kipping, pode surpreender.

Analistas concordam que o resultado de Dresden não modificará muito a relação de força no Parlamento Federal (Bundestag), depois do fracasso dos principais partidos na tentativa de obter maioria absoluta com os aliados tradicionais.

Os democrata-cristãos da líder oposicionista Angela Merkel conseguiram 35,2% dos votos (225 cadeiras) e o SPD do chanceler Gerhard Schröder 34,3% (222 assentos).

O Partido Liberal (FDP), ligado aos conservadores, recebeu 9,8% dos votos e os Verdes, membros da coalizão governamental, 8,1%.

Para conseguir maioria absoluta, uma coalizão precisa de 48,5% dos votos devido ao complexo sistema eleitoral alemão.

Com os resultados das eleições de 18 de setembro, os democrata-cristãos e o SPD estão condenados a fechar um acordo dentro de uma grande coalizão, já que as demais possibilidades de alianças foram descartadas.

Especial
  • Enquete: quem será o próximo chanceler alemão?
  • Leia o que já foi publicado sobre Gerhard Schröder
  • Leia o que já foi publicado sobre Angela Merkel
  • Leia cobertura completa sobre as eleições na Alemanha
  • Leia o que já foi publicado sobre as eleições legislativas alemãs
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página