Publifolha
21/01/2008 - 09h13

Veja como evitar erros de concordância nominal

da Folha Online

Equívocos de concordância nominal prejudicam a clareza e a leitura de um texto. Dos casos mais simples aos mais complexos, o professor Pasquale mostra como escrever e falar corretamente respeitando as regras gramaticais do idioma no volume "Concordância Nominal" da série "Português com o Professor Pasquale", da Publifolha.

A obra mostra como estabelecer as relações corretas entre um substantivo e adjetivo, artigo, pronome ou particípio.

Divulgação
Aprenda as regras de concordância nominal
Aprenda as regras de concordância nominal

Aprenda a seguir algumas regras fundamentais de concordância nominal.

*

1) Adjetivo ou pronome modificando apenas um substantivo

O princípio básico é claro: as palavras que modificam o substantivo - adjetivos, pronomes, numerais, artigos - devem concordar em número e gênero com esse substantivo.

Seus pés estão gelados!
Há razões bastantes para denunciá-lo.
Minha lapiseira é amarela.
Nossos filhos cresceram saudáveis.

Nessas frases, é claro e facilmente compreensível o mecanismo de concordância nominal nos seguintes pares:

seus pés (pronome + substantivo)
pés gelados (substantivo + adjetivo)
minha lapiseira (pronome + substantivo)
lapiseira amarela (substantivo + adjetivo)
nossos filhos (pronome + substantivo)
filhos saudáveis (substantivo + adjetivo)
razões bastantes (substantivo + adjetivo)

2) Adjetivo ou pronome modificando dois ou mais substantivos

Vejamos agora casos em que as palavras adjetivas se referem a dois ou mais substantivos. Quando vêm antes dos substantivos, os adjetivos e os pronomes normalmente concordam com o substantivo mais próximo:

Os pássaros sobrevoavam belos campos e lagoas.
Os pássaros sobrevoavam belas lagoas e campos.
Seu futuro e passado são grandes incógnitas.
Nossa moto e carro vivem na garagem.
Que belas pernas e olhos!
Que belo nariz e boca!

Quando se relaciona com dois (ou mais) nomes próprios, o adjetivo anteposto vai para o plural:

O Santos daquele tempo tinha os imprevisíveis Pelé e Coutinho; o Palmeiras, os inseparáveis Dudu e Ademir.
A seleção de 82 contava com os geniais Sócrates, Falcão e Zico.

Isso também vale para substantivos que indicam parentesco. Observe:

Conheci as belas mãe e filha.
Eram parecidíssimos o tio e a sobrinha.
Andavam preocupados pai e mãe.

"Concordância Nominal"
Autor: Pasquale Cipro Neto
Editora: Publifolha
Páginas: 84
Quanto:R$ 19,90
Onde comprar: Nas principais livrarias, pelo telefone 0800-140090 ou no site da Publifolha