Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
06/03/2008 - 09h25

Trem leva aos marcos da história de Lorca

ACÁCIA RIOS
Colaboração para a Folha de S.Paulo, em Lorca (Espanha)

No lugar do tradicional ônibus vermelho de dois andares, Lorca passeia em um trem puxado por uma locomotiva rubro-negra com ar retrô -em tempo, não há trilhos; o trem tem pneus convencionais.

Reprodução
A Fortaleza del Sol, prédio que marcava a fronteira entre os territórios cristão e muçulmano
Fortaleza marcava a fronteira entre os territórios cristão e muçulmano

Promovido pelo projeto Taller del Tiempo -algo como ateliê de tempo, que reúne órgãos de promoção turística, preservação histórica e agitação cultural-- o passeio percorre os marcos da cidade.

O trajeto vai ao museu Arqueológico, ao palácio Guevara, a igrejas, a cinco museus de bordados, ao mercado de artesanato e termina na fortaleza do Sol, que é o ápice do tour.

Medieval e multimídia

Esse castelo medieval do século 13 é hoje um misto de museu, projeto educativo, atração turística e palco de encenações.

Dali, os cristãos espanhóis defendiam as suas terras dos árabes. O castelo ficava bem na fronteira entre territórios.

Hoje, antes mesmo de entrar nesse túnel para o passado medieval de Lorca, o visitante é recebido pelo mascote do castelo, um falcão virtual que dá as boas-vindas e convida a todos a entrar na "máquina do tempo", um sistema multimídia que dá acesso às demais dependências, como a torre, o calabouço, a catapulta, a cisterna e um forno utilizados na época medieval para fazer pão.

Além dos recursos multimídia, há também encenações com atores, em que são reproduzidas cenas da vida medieval.Para visitar o prédio histórico sem todo esse aparato, basta se programar para ir às segundas-feiras, quando apenas são entregues audioguias e o visitante pode percorrer livremente o interior da edificação.

Mas a visita encenada incrementa o passeio. Uma das partes mais legais é quando personagens caracterizados narram curiosidades de estratégia de defesa. Um soldado que faz a ronda, uma curandeira ou o alcaide (nome dos antigos governadores) da cidade conduzem o visitante pelo prédio e por sua história.

FORTALEZA DEL SOL
Aberta de 12/6 a 28/9, de ter. a dom., das 10h30 às 18h30 (visita com atuação), às seg., das 10h30 às 18h30 (visita com audioguia); de 26/3 a 11/7, de seg. a dom., das 10h30 às 18h30 (visita com audioguia). Ingresso da fortaleza: 10; ingresso para o trem: 3 lorcatallerdeltiempo.es

 

Sobre a Folha | Expediente | Fale Conosco | Mapa do Site | Ombudsman | Erramos | Atendimento ao Assinante
ClubeFolha | PubliFolha | Banco de Dados | Datafolha | FolhaPress | Treinamento | Folha Memória | Trabalhe na Folha | Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade