Saltar para o conteúdo principal Saltar para o menu
 
 

Lista de textos do jornal de hoje Navegue por editoria

Esporte

  • Tamanho da Letra  
  • Comunicar Erros  
  • Imprimir  

Juca Kfouri

Atenção: o Santos existe!

Não será nada fácil, bem ao contrário, mas o Santos pode acabar o turno como o melhor dos paulistas

O SANTOS joga amanhã contra o Inter e na quinta-feira contra o Flamengo, no Estádio do Vale, em Novo Hamburgo, e no Maracanã. Se vencer os dois jogos, o que é improvável mas não impossível, irá a 31 pontos.

Ficará muito longe do líder Cruzeiro, nada menos que nove pontos, mas passará o todo poderoso Corinthians, que tem 30 e a espantosa marca de nove empates em 18 jogos.

Se o improvável ocorrer, não justificará que alguém imagine ter o Santos superado a ausência de Neymar mais rapidamente do que o Corinthians superou a de Paulinho, mas será, no mínimo, engraçado.

O time brasileiro mais zoado na primeira metade da temporada pela lavada catalã estará entre os cinco primeiros do Brasileiro.

Sempre na hipótese de fazer os seis pontos, o Santos livrará 13 de vantagem sobre o soberano São Paulo, este sim em vias de se tornar o time mais gozado do ano, caso não encontre imediatamente a solução de seus problemas existenciais, técnicos e políticos.

Claro que perder para o Coritiba de Alex, no Paraná, não é vergonha para ninguém, é até mais aceitável que empatar com o lanterna Náutico, no Pacaembu.

O problema está no jeito como perdeu, ainda pior que na derrota para o Criciúma, no Morumbi.

Quando o ídolo perde três pênaltis seguidos, quando o atacante impede gol do próprio time, quando expulsões se avolumam sem o menor sentido aparente a não ser nervos à flor da pele, é sinal que a coisa está mais feia do que se pensa.

Sim, o Santos existe, o São Paulo está no fundo de um poço que não tem fundo e o Corinthians empatou sem gols com o Náutico.

Não adianta buscar explicação para o inexplicável.

Ou alguém explica o fato de mesmo com abissal diferença que há entre os dois clubes, em 22 jogos pela história afora o alvinegro tenha triunfado 10 vezes e perdido nove?

Ou, espantoso, que nos últimos 9 jogos entre ambos, o time pernambucano tenha sido derrotado só uma vez, empatado três e vencido seis?

Pois é.

Daí ter sido bom ver a seleção enfiar meia dúzia nos frágeis australianos, por mais que eles sejam conhecidos mesmo por terem o segundo IDH do mundo e por seus simpáticos cangurus, provavelmente para levar goleadas em suas bolsas, já que não primam pelo futebol. É assim que tem de ser.

Maicon, Ramires, Bernard foram exemplares ao seguir ao pé da letra a máxima que manda montar no cavalo que passa selado e Jô, que anda mal no Galo, parece se dar muito bem com a amarelinha.

Sim, o Santos existe, o São Paulo é uma caricatura de si mesmo, o Corinthians foi um desastre e a seleção cumpriu muito bem com a sua obrigação para encarar Portugal, amanhã em Boston, de moral alto.

Falta falar de quem?

Ora, deixe o Palmeiras em paz.


Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página