Saltar para o conteúdo principal Saltar para o menu
 
 

Lista de textos do jornal de hoje Navegue por editoria

Esporte

  • Tamanho da Letra  
  • Comunicar Erros  
  • Imprimir  

Juca Kfouri

Por que te calas, Neymar?

O Bom Senso F.C. bem que merece uma palavra de apoio das estrelas da seleção; por que não?

PELÉ JÁ se manifestou, embora cético, por jamais ter visto nada parecido dar certo no Brasil, até porque nunca usou o seu prestígio, enquanto jogou, para mudar coisa nenhuma.

Depois, quando ministro extraordinário do Esporte, recuperou-se e deixou belo legado.

Ronaldo Fenômeno está calado, talvez pela ambiguidade dos diversos chapéus, e cartolas, que usa no momento, apesar de, lá atrás, já no Corinthians, ter feito críticas certeiras ao amadorismo com que se administra nosso futebol.

Mas, e Neymar, que ainda sente na pele o descalabro, tanto que acabou por ir embora?

Por que não falar se sabe que ajudaria o Bom Senso F.C. sem correr nenhum risco de represália?

Jogadores da seleção que atuam no país tentaram, na semana passada, em Miami, o apoio dos companheiros que são estrelas internacionais.

Não deu em nada, porque, tímidas, foram se aconselhar com o assessor de imprensa da CBF, Rodrigo Paiva, que desaconselhou.

A hora não é de omissão.

Que o capitão Thiago Silva, que o articulado David Luiz, que os experientes Daniel Alves e Marcelo, os recém-saídos Paulinho, Bernard, Oscar etc., pensem além dos próprios umbigos como sempre foi habitual na vida de nossos jogadores.

Pois aqui na terra, além de estar jogando futebol, tem craque pagando do próprio bolso todas as ações e deslocamentos do BSFC, exatamente por estar pensando no próximo e nos pequenos. Um pouco de solidariedade, mesmo à distância, pegaria bem, muito bem.

Como pegaria ainda melhor que Marcelo Campos Pinto, da Globo Esporte, se desse conta de que as propostas do BSFC não prejudicam ninguém, ao contrário, beneficiam a todos. E ajudasse a fazer com que a dupla Marin/Del Nero descesse formalmente do trono e entendesse que se não for por bem terá de ser de outro jeito, aí sim, com prejuízos imprevisíveis.

Porque ninguém duvida de que a solução virá da TV, não da CBF.

CHAVE DE OURO

A seleção brasileira ao vencer o Chile despediu-se de 2013 em grande estilo e na condição de maior favorita para a Copa de 2014.

A temporada não poderia ter sido melhor, com a surpreendente, e convincente, conquista da Copa das Confederações. Se não bastasse, não é que Felipão ainda conseguiu trazer Robinho de volta? Tostão sempre tem razão e, muito mais que eu, gosta do ex-santista.

OS OITO

A coluna festeja a presença dos oitos integrantes do clube dos campeões mundiais na Copa no Brasil.

Ainda mais porque não acreditava mais que a França viesse.

GRAAANDE!

Ricardo Melo escreveu na última segunda-feira, nesta Folha, da primeira à última linha, a coluna que eu gostaria de ter escrito --e que nem posso, aqui, por tratar sim de política, mas da esportiva. Melo lavou a alma.


Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página