Saltar para o conteúdo principal Saltar para o menu
 
 

Lista de textos do jornal de hoje Navegue por editoria

Esporte

  • Tamanho da Letra  
  • Comunicar Erros  
  • Imprimir  

Juca na Copa

Elementar, caro leitor

O que explica as goleadas nos embates entre cachorros grandes e as surpresas entre Davis e Golias?

A HOLANDA foi logo sapecando uma goleada nos campeões mundiais espanhóis como para antecipar que a passagem deles pelo Brasil seria rápida e inglória.

A Alemanha não deixou por menos e tratou de cortar as eventuais asinhas que Cristiano Ronaldo poderia querer abrir para cima deles. Goleou Portugal sem dó nem piedade. Chegou então a vez de a França fazer da defesa suíça um queijo e aplicar-lhe um chocolate amargo, mas sofisticado.

O carnaval de gols em Salvador pareceu autorizar outros mais pelo país afora. Mas, cadê?

Carnaval é mesmo na Bahia porque nem o Mineirão nem o Castelão, palcos de embates muito mais desiguais entre argentinos e iranianos e entre alemães e ganeses, viram nada que se assemelhasse a uma chuva de gols, muito ao contrário, testemunharam dois suadores, dos platinos para derrotar os asiáticos e dos germânicos para empatar com os africanos. Mas, por quê?

A razão é óbvia: cachorros grandes têm egos ainda maiores e se enfrentam de peito aberto, cada um querendo derrotar o outro e sair latindo alto. Então vemos jogos francos, em que o respeito muitas vezes perde para a petulância.

Já quando Davi está diante do Golias, a tática é outra. Com humildade e a sabedoria de quem se sabe mais fraco, trata-se de, primeiramente, evitar a catástrofe para depois especular com um golpe bem dado e derrubar o gigante.

O Irã esteve muito perto disso contra Lionel Messi e companhia e acabou injustamente derrotado pela genialidade de La Pulga. E Gana só não derrubou o Reich porque ninguém vê o gol tão de perto numa Copa do Mundo como Klose.

Em resumo: esta agradabilíssima Copa está mais com cara de proporcionar goleadas nos clássicos que nos jogos em que se diz que o grande tem obrigação de vencer.

Porque estes jogos não existem mais.


Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página