Saltar para o conteúdo principal Saltar para o menu
 
 

Lista de textos do jornal de hoje Navegue por editoria

Ilustrada

  • Tamanho da Letra  
  • Comunicar Erros  
  • Imprimir  

Mônica Bergamo

DILMA DE CABELOS BRANCOS

"Vai no Kamura que o Kamura é legal. Você vai ficar linda", aconselhou Dilma Rousseff à colunista em um dos intervalos da entrevista de quase três horas que concedeu à Folha na sexta-feira, 26, em seu gabinete no Palácio do Planalto. O cabeleireiro Celso Kamura cuida do visual da presidente desde a campanha eleitoral de 2010.

-

Dilma discorria sobre um de seus "orgulhos", o Pronatec Bolsa Família, que deve dar diploma técnico a 1,2 milhão de pessoas até o fim de 2014. "Você forma de um tudo, do cuidador de idosos à manicure. E 70% são mulheres. É gente que não teve oportunidade, nenhum trabalho melhor na vida. E você não sabe o que tem de emprego de manicure e depiladora. O mulherio adora uma pinturinha na mão."

-

Diante da observação de que ela própria não usa esmalte, Dilma disse: "Eu não pinto a unha, não. Eu era igualzinha a você [colunista]", sem exageros em relação à vaidade. "Aí você vira presidente, enchem o seu saco."

-

Dilma mexe no cabelo, hoje mais curto e sempre pintado e arrumado, já que ela aparece diariamente em público. "Mas o Kamurete é legal." A presidente conta que "lascou" uma amiga no salão dele e que ela ficou "igualzinha ao que é, só que sofisticada".

-

"Agora, é só sair daqui [da Presidência da República] que vou voltar a ser igualzinha. E mais: vou deixar o meu cabelo sem tingir. Vou dar uma coisinha meio colorida [nos fios] e deixar uma mecha branca. Vou ficar a cara da Christine Lagarde [diretora-gerente do FMI]."

-

Dilma contou que, depois que fez quimioterapia por causa do tratamento contra o câncer, em 2010, acompanhou o crescimento do cabelo. "Na parte da frente, era preto. Para trás, branco. Sabe cachorro preto e branco?", disse, rindo. "Parecido com aquilo. No dia em que cresceu o cabelo, eu olhava no espelho..."

-

"Tem uma coisa boa na quimioterapia, quando cai [o cabelo]. Você liga o chuveiro, careca, a água, na hora em que cai, é um alívio, é um relaxamento. Quem me falou foi a Ana Maria Braga [apresentadora, que também se submeteu a um tratamento]. Ela me disse: Você vai aproveitar muito'. É uma maravilha."

-

No fim da entrevista, quando se deixava fotografar, a presidente consultou um serviço de notícias em seu computador. Leu o título de uma das reportagens em voz alta: "Dilma se recupera da gripe no Palácio da Alvorada [residência oficial]. E eu aqui [no gabinete do Palácio do Planalto], trabalhando igual a um camelo."

-

Segue lendo. "O José Genoino ainda está na UTI?" O deputado petista tinha sido internado para fazer uma cirurgia no coração.

-

Entre os cliques, falou do neto, Gabriel ("esse ainda é pequeno, mas um dia vai mandar" [na avó]), da filha, Paula ("essa sempre mandou"), e respondeu a outra pergunta pessoal: está namorando? "Ah, só se for com as araras do Palácio da Alvorada", disse, dando e provocando risadas. "Elas são invocadas, sabia?"

"É só sair daqui [da Presidência] que vou voltar a ser igualzinha. E mais: vou deixar o meu cabelo sem tingir. Vou ficar a cara da Christine Lagarde [do FMI]"

-

BALADA COM FÉ

Alguns points gays do Rio de Janeiro tiveram movimento maior durante a Jornada Mundial da Juventude. A Le Boy, a mais tradicional boate de Copacabana, registrou 30% a mais de público na terça-feira da semana passada. "Tivemos mais de 200 pessoas, recorde para uma noite chuvosa", relata o funcionário Júlio César Gomes. O TV Bar abriu as portas excepcionalmente na quarta. "A festa teve nome sugestivo: Me Papa", relata o assessor Carlos Pinho.

BALADA 2
No Galeria Café, em Ipanema, o público foi 50% maior que na semana anterior à JMJ. "Reforçamos até o estoque de bebidas", diz Alexandra Di Calafiori, sócia da casa, que contratou freelancers para reforçar a equipe no período do evento.

-

Pelo Grindr, aplicativo de paquera gay para smartphones, um rapaz de 23 anos, com sugestivo apelido de Paulista JMJ, postou um recado aos baladeiros da jornada: "Atrás de Cristo e de outras coisas".

ARCO-ÍRIS
Para Lula Ramires, coordenador da ONG LGBT Corsa (Cidadania, Orgulho, Respeito, Solidariedade, Amor), "há um contingente gay enorme na comunidade católica". "É preciso entender que os fiéis não são necessariamente conservadores." Já Julian Rodrigues, coordenador de Políticas para LGBT da Prefeitura de SP, acha "meio incongruente ser gay e católico". "Mas que tem, tem."

TETO NAS ALTURAS
A venda de imóveis usados cresceu 16% no primeiro semestre deste ano em comparação ao mesmo período de 2012. Os valores de compra também estão 10% mais caros, segundo pesquisa da Lello Imóveis. Apartamentos de dois e três dormitórios, com garagem, espaço para lazer e segurança são os mais procurados. A média das aquisições é de R$ 550 mil.

CIDADE DOS MITOS
Paulo Morelli, diretor de "Cidade dos Homens", trabalha no próximo filme: uma adaptação de Pedro Malasartes, personagem da mitologia brasileira de muita astúcia e poucos escrúpulos. Vivido por Mazzaropi nos anos 1960, Malasartes tem novo intérprete. "Pensei no Daniel de Oliveira", diz o diretor.

PAI PEDE
O presente mais desejado no Dia dos Pais é smartphone, segundo pesquisa do MercadoLivre. Dos 3.200 internautas ouvidos, 25% querem celulares. Diferentemente das mães, que escolheram o tablet como objeto preferido neste ano em enquete do site de compras, os homens colocam o produto em terceiro lugar (18%). Em segundo, com 22%, eles elegem notebooks.

-

Segundo o levantamento, 32% dos filhos vão gastar até R$ 200 com o presente do pai.

-

PONTO DE ENCONTRO

O jogador Alexandre Pato, a empresária Carola Diniz, a promoter Fernanda Barbosa e as atrizes Martha Nowill e Maria Manoella estiveram na inauguração do novo Spot, no shopping JK Iguatemi. Eles foram recepcionados anteontem pelo sócio do restaurante e anfitrião da noite, Sérgio Kalil.

-

CURTO-CIRCUITO

O diretor André Heller-Lopes ganha perfil de nove páginas na revista inglesa "Opera", feito inédito para um brasileiro em mais de 50 anos da publicação.

Moacyr Franco encerra hoje temporada de shows no teatro Juca Chaves, no Itaim, às 20h30. 14 anos.

A Galeria Mônica Filgueiras expõe a partir de hoje gravuras e pinturas de León Ferrari, polêmico artista argentino que morreu na quinta. Até 7 de agosto, no Jardim Paulista.


Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página