São Paulo, quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

SOMÁLIA

Grupo ligado a rede Al Qaeda ataca hotel e mata deputados

DAS AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS

Um ataque de militantes islâmicos do Al Shabab a um hotel em Mogadício, capital da Somália, matou 32 pessoas, entre as quais seis parlamentares. Um homem-bomba e um militante armado também morreram.
O atentado, que ocorreu a 1 km do palácio presidencial, revelou mais uma vez a fraqueza do governo somali, incapaz de assegurar a segurança mesmo na minúscula área do país que controla.
Também mostrou que o Al Shabab, que domina grande parte da Somália, é capaz de penetrar até nos poucos quarteirões de Mogadício ocupados por tropas da União Africana.
Segundo o governo somali, 19 civis, seis parlamentares, cinco seguranças e dois funcionários do hotel morreram no ataque.
As baixas somam-se às 40 ocorridas na segunda-feira em batalhas entre o Al Shabab e forças leais ao governo.
O grupo, que tem ligações com a Al Qaeda, tornou-se mais violento nos últimos meses. Em julho, reivindicou a autoria de dois atentados em Uganda durante a final da Copa do Mundo, quando 76 civis morreram.
O objetivo declarado da organização é expulsar os 6.000 soldados da União Africana no país, que respaldam o governo.


Texto Anterior: Foco: Congestionamento chinês se arrasta por dez dias e 100 km
Próximo Texto: Coreia do Norte: Carter vai a Pyongyang para libertar americano
Índice



Copyright Empresa Folha da Manhã S/A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress.