Saltar para o conteúdo principal Saltar para o menu
 
 

Lista de textos do jornal de hoje Navegue por editoria

Ribeirão

  • Tamanho da Letra  
  • Comunicar Erros  
  • Imprimir  

Professores fazem ato contra emergenciais

DE RIBEIRÃO PRETO

Um grupo de 30 professores da rede municipal fez um protesto na manhã de ontem em frente à Prefeitura de Ribeirão Preto.

Eles pediram mais transparência sobre o anúncio da contratação de professores emergenciais e efetivos. A convocação dos professores foi publicada na tarde de ontem no "Diário Oficial".

"A prefeitura insiste nessa política de precarização, contratando de forma emergencial e não garantindo os direitos trabalhistas aos seus funcionários", disse Leonardo Freitas Sacramento, secretário geral da Aproferp (Associação dos Profissionais da Educação de Ribeirão Preto).

Na tarde de ontem, Sacramento cobrava da prefeitura uma cópia do documento enviado à Justiça com as medidas da administração municipal para solucionar a falta de professores.

O documento é uma resposta à decisão liminar do último dia 13 que obriga a prefeitura a contratar professores aprovados em concurso público para suprir o deficit de docentes.

O documento não foi entregue à associação. A Folha solicitou uma cópia à CCS (Coordenadoria de Comunicação Social), mas não foi atendida.

A Aproferp também cobrava explicações sobre a possibilidade de a prefeitura superlotar as salas de aula, para evitar a contratação de mais professores.

Eles farão uma assembleia na próxima semana para discutir a possibilidade de uma greve no início do ano letivo, marcado para o dia 5 de fevereiro.

A prefeitura informou que não estuda ampliar o número de alunos por sala.


Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Fogão Fogão De diversas marcas a partir de R$ 358,20

Notebook Notebook Windows 8, LED, Intel" Core a partir de R$ 799,00

Home Theater | Tênis | Mais...

Voltar ao topo da página