Ribeirão Preto, Domingo, 05 de Março de 2000


Envie esta notícia por e-mail para
assinantes do UOL ou da Folha
Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

CARNAVAL 2000
Com alternativas "caseiras" e aluguel mais barato, cidades atraem foliões
Pontal e Brodósqui são opções para "órfãos" de Sertãozinho


do enviado especial a Brodósqui e Pontal

As cidades de pequeno porte da região conseguiram manter a tradição no Carnaval deste ano e já viraram opções para os "órfãos" das "repúblicas" de Sertãozinho.
Mesmo com uma queda em torno de 30% e divergências com o padre da cidade, as repúblicas de Brodósqui estão movimentando a região e se preparando para o tradicional desfile de carros na avenida Floriano Peixoto, no centro da cidade.
Para manter a tradição, a Prefeitura de Brodósqui trocou faixas com o nome das repúblicas cadastradas por uma cesta básica.
Outra medida para incentivar a permanência dos foliões no centro da cidade foi a transferência do baile popular do ginásio municipal para a praça central.
Além de contribuírem para a manutenção da tradição, as iniciativas estão cativando "estrangeiros" da região.
De acordo com os grupos, o valor do aluguel é apontado como responsável pela importação de foliões para Brodósqui.
A Folha apurou que é possível alugar salões e casas pelo período de cinco dias por valores que vão de R$ 200 a R$ 500.
O valor representa até sete vezes menos do que aquele que é cobrado pelas repúblicas em Sertãozinho.
Em Pontal, o baile popular no ginásio Adib Damião também está cativando os foliões de cidades como Sertãozinho.
Há quatro anos, a Prefeitura de Pontal monta uma estrutura com barracas de bebidas e alimentação, som ambiente e música ao vivo para atrair os foliões.
De acordo com o secretário de Lazer e Cultura, Francisco Ronaldo Belezine, 37, a expectativa é de um público de pelo menos 6.000 pessoas por noite.
"Teremos quatro bailes noturnos e duas matinês, que terão entrada gratuita", diz Belezine.
Para garantir a padronização na área de alimentação e manter uma estética atraente, a prefeitura subsidia o aluguel das barracas de lona, que são repassadas para os ambulantes cadastrados.
"Cada barraca sai por R$ 350, mas os ambulantes pagam apenas R$ 150 pelo aluguel do local", diz o secretário.
Os bailes noturnos em Pontal terão como tema os 500 anos de Descobrimento e devem começar às 20h, na área externa, e às 23h, no ginásio de esportes.



Texto Anterior: Sem procura, casa fica fechada
Próximo Texto: "República" gera polêmica com padre
Índice


Copyright Empresa Folha da Manhã S/A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Agência Folha.