Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
08/11/2012 - 06h11

Rio recebe feira de arte com valores mais acessíveis para a classe média

Publicidade

CRISTINA GRILLO
DO RIO

Começa nesta quinta (8) a Artigo Rio, feira de arte que pretende vender obras a preços mais acessíveis.

Por mais acessíveis, entendam-se os trabalhos de artistas novos ou com nome já consolidado por valores entre R$ 450 e R$ 17 mil --preço de um trabalho em técnica mista de Frans Krajcberg.

"A ArtRio [feira que aconteceu em setembro] mostrou que há um mercado consolidado; e são comuns, em cidades onde há outras grandes feiras, eventos voltados para atingir outros nichos de mercado", explica Alexandre Murucci, criador da Artigo Rio.

Murucci, arquiteto e cenógrafo, reuniu em torno de sua ideia galerias conceituadas, como a Amarelonegro e a Arthur Fidalgo. Ao todo, 30 galerias e coletivos artísticos vão expor --e vender-- seus trabalhos no novo evento.

Entre as obras, há um prato de Vik Muniz em que está impressa a imagem da Medusa feita com macarrão e massa de tomate, por R$ 2.800.

Divulgação
Obra de Julian Schnabel, à venda em feira carioca
Obra de Julian Schnabel, à venda em feira carioca

Um díptico de Gisela Milman em que ela mistura peças de um quebra-cabeça reproduzindo as imagens de Andy Warhol e Marilyn Monroe custa R$ 2.300.

Há ainda trabalhos de Walter Goldfarb, Julian Schnabel, Amílcar de Castro, Tomie Ohtake e de fotógrafos como Vicente de Mello, Evandro Teixeira e Walter Carvalho.

Para iniciantes no mercado de arte inseguros sobre o que comprar, Murucci, com sua experiência de colecionador de arte, dá a dica. "A primeira regra é comprar aquilo que nos toca. O importante é gostar. Se entender a obra, ótimo, mas isso não é fundamental", diz ele.

ARTIGO RIO - FEIRA DE ARTE CONTEMPORÂNEA
QUANDO desta quinta (8) a dom., das 12h às 22h
ONDE Centro de Convenções Sulamérica (av. Paulo de Frontin, 1, Rio; tel.: 0/xx/21/3293-6700)
QUANTO de R$ 5 a R$ 10
CLASSIFICAÇÃO não informada

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página