Saltar para o conteúdo principal Saltar para o menu

Em 'Os Simpsons', Brasil perde final da Copa do Mundo para Alemanha

Publicidade

Doze anos após a primeira visita da família Simpsons ao país, os personagens do desenho animado norte-americano retornam ao Brasil para a Copa do Mundo.

No episódio "Você não precisa viver como um árbitro", que foi ao ar neste domingo (30) nos Estados Unidos no canal pago Fox, Homer é convidado para ser um árbitro da Copa do Mundo de futebol.

Com um símbolo que remete ao escudo do Corinthians, o estádio Itaquerão aparece pronto para a abertura da Copa, em São Paulo.

Depois da primeira partida, no entanto, Homer começa a ser cercado por "mafiosos sul-americanos", que tentam suborná-lo com US$ 1 milhão para garantir que o Brasil vença a Alemanha na final.

No enredo, Homer foi justamente escolhido para a função depois que a filha Lisa defendeu sua idoneidade como árbitro em um vídeo que se tornou viral na internet.

A entidade estaria tentando "limpar" a sua imagem de juízes corruptos -mas o próprio vice-presidente da organização é preso no episódio.

Apesar de incluírem a tentativa de suborno durante o Mundial, os roteiristas do desenho pegaram bem mais leve com o Brasil do que no episódio exibido em 2002, quando um dos personagens é sequestrado no país e há cobras e macacos nas ruas. O roteiro gerou polêmicas e críticas do governo brasileiro na época.

O episódio (16º da 25ª temporada) também é ambientado em outras três cidades brasileiras: Recife, Rio de Janeiro e Manaus. O desenho "Os Simpsons" faz graça com a primeira e polêmica passagem da família pelo Brasil, em 2002.

Desta vez, Marge usa um aplicativo num tablet para aprender português e evitar "mal-entendidos" como ocorreu no episódio "O Feitiço de Lisa" (15º da 13ª temporada).

A acidez do seriado pode ser vista na imagem da companhia aérea "Air Brasilia", representada por um macaco, na freira que fica de lingerie na torcida e no desmatamento na Amazônia.

Os roteiristas também alfinetam os jogadores brasileiros ao representar o craque da seleção, "El Divo", como um "cai-cai". Com o episódio, a emissora aproveita para promover a Copa, cujos direitos de transmissão ela adquiriu.

Na primeira vez em que "estiveram" no país, "Os Simpsons" mostrava brasileiros com sotaque espanhol e a Amazônia como vizinha do Rio de Janeiro. Durante a trama, um dos personagens é sequestrado e há cobras e macacos nas ruas.

Além dos equívocos, o episódio antigo, chamado "O Feitiço de Lisa" tem, implícitas, várias críticas ao país. Um taxista clandestino sequestra Homer e os programas infantis de TV exibem apresentadoras sensuais.

Na época em que o desenho foi exibido nos EUA, o porta-voz de Fernando Henrique Cardoso disse que o então presidente não tinha visto o programa, mas repudiava que se retratasse erroneamente o Brasil.

A produção do desenho pediu desculpas, mas aproveitou para provocar FHC: "Pedimos desculpas à amável cidade do Rio de Janeiro", disse o produtor James L. Brooks. "Se isso não resolver a questão, Homer Simpson se oferece para lutar com o presidente do Brasil no "Celebrity Boxing" [programa de TV americano em que celebridades lutam boxe].

veja o vídeo

Livraria da Folha

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Siga a folha

Publicidade bienal bestsellers

Envie sua notícia

Publicidade

+ Livraria

Livraria da Folha

Todo Bob Cuspe
Todo Bob Cuspe
Angeli
De:
Por:
Comprar
O Pai dos Burros
O Pai dos Burros
Humberto Werneck
De:
Por:
Comprar
Coleção Woody Allen
Coleção Woody Allen
Woody Allen
De:
Por:
Comprar
Getúlio (1945-1954)
Getúlio (1945-1954)
Lira Neto
De:
Por:
Comprar
Alabardas, Alabardas
Alabardas, Alabardas
José Saramago
De:
Por:
Comprar
Publicidade
Publicidade

Folha Shop

Fogão Fogão De diversas marcas a partir de R$ 358,20

Notebook Notebook Windows 8, LED, Intel" Core a partir de R$ 799,00

Home Theater | Tênis | Mais...

Voltar ao topo da página