Notícias da folha

08/10/2010

87% aprovam mudança gráfica e editorial da Folha

DA FOLHA.COM

A nova cara da Folha foi aprovada pelos leitores. Segundo pesquisa Datafolha realizada no domingo, quando circulou a primeira edição sob o novo projeto gráfico e editorial, 87% dos entrevistados consideraram ótima ou boa a reforma do jornal.

Na comparação com a reforma gráfica anterior, de 2006, a aprovação geral é parecida. Naquele ano, 86% dos leitores consideraram as mudanças ótimas ou boas.

A reforma deste ano, porém, se destaca no quesito legibilidade. Para 70% dos leitores, a Folha ficou mais fácil de ser lida -em 2006, 61% tinham essa opinião acerca das mudanças adotadas.

Cerca de 12% maiores, as letras do novo projeto gráfico da Folha são percebidas pelos leitores como as principais responsáveis pela maior facilidade de leitura.

Para 80% dos entrevistados, as letras dos textos ficaram mais fáceis de serem lidas, e 15% disseram que a leitura ficou igual. Na reforma de 2006, 64% dos leitores consideraram as letras de então mais fáceis de serem lidas do que as anteriores.

O novo tamanho das letras também foi indicado por 81% dos entrevistados como um aspecto que tornou melhor a leitura do jornal como um todo, contra 5% que consideraram a leitura pior.

Os leitores mais velhos, com mais de 70 anos, foram os que mais gostaram do novo tamanho das letras (86%), e os mais novos, entre 16 e 29 anos, foram os que menos as aprovaram (74%).

Em contrapartida, os mais jovens foram os que mais aprovaram a reforma gráfica em geral (93%), ao passo que os leitores mais velhos foram os que menos disseram que a Folha ficou ótima ou boa com o novo visual (77%).

Também houve percepção de melhora na organização do jornal. Para 54% dos entrevistados, a Folha ficou mais organizada após a reforma gráfica, e 6% disseram que ficou menos organizada.

Outra novidade foi o caderno Esporte, que passou a circular no formato tabloide, metade do tamanho padrão.

A mudança agradou a 65% dos leitores, contra 7% que acharam o formato pior.

A Primeira Página, por sua vez, com novos recursos, foi considerada melhor do que antes por 61% dos entrevistados, e pior por 8%.

A Ilustríssima, que substituiu o Mais!, foi considerada melhor do que o caderno dominical anterior por 41% dos que a leram, contra 27% que a consideraram igual e 25% que disseram ser pior.

Outros cadernos mudaram de nome. Mercado, novo nome do antigo Dinheiro, agradou muito a 36% dos leitores e um pouco a 31%.

Já o novo nome do caderno de informática, que passou a se chamar Tec, desagradou a 35% dos leitores, e Poder, novo nome de Brasil, desagradou a 37% dos leitores.

Sobre a Folha | Expediente | Fale Conosco | Mapa do Site | Ombudsman | Erramos
Atendimento ao Assinante | ClubeFolha | PubliFolha | Banco de Dados | Datafolha | FolhaPress | Treinamento | Trabalhe na Folha | Publicidade

Publicidade