Saltar para o conteúdo principal
 
21/08/2012 - 15h00

'50 Tons de Cinza' bate recordes nacionais e atrai fãs à Bienal

da Livraria da Folha

Levando polêmicas e colecionando sucessos por todo o mundo, "Cinquenta Tons de Cinza" seguiu o mesmo caminho no Brasil.

Causando comentários e expectativas, o primeiro volume da trilogia chegou quebrando recordes. Ainda na pré-venda já era um sucesso de vendas e, três semanas após seu lançamento oficial, vendeu mais de 200 mil cópias.

Esta é uma marca inédita no mercado nacional, no qual o comum é toda a série ser publicada antes que o primeiro volume atinja números tão altos.

Divulgação
Estande da editora Intrínseca recebeu fãs para fotos
Estande da editora Intrínseca recebeu fãs para fotos

Nascido como uma fanfic de "Crepúsculo", a história narra o romance entre uma jovem inocente e um misterioso milionário. O que tem chamado a atenção são as cenas de sexo, inexistentes em sua inspiração, temperadas por sadomasoquismo.

O texto, quase uma versão moderna dos romances eróticos lidos por donas de casa durante anos, tem levado mulheres à loucura e reacendido a vida sexual de muitas delas.

Um pouco do furor causado pelo misterioso protagonista Christian Grey pode ser visto na última Bienal do Livro de São Paulo. No sábado (18), um modelo passou duas horas no estande da editora Intrínseca tirando fotos com quem aparece por lá. As poses incluíam algemas, chicote e puxadas de cabelo para as mais ousadas.

Divulgação
Modelo interpreta o personagem Christian Grey na Bienal
Modelo interpreta o personagem Christian Grey na Bienal

O modelo, totalmente no personagem, pedia que não tocassem nele e que o chamassem de senhor. Quem reclamava que ele não se parecia com a descrição da autora recebia como resposta uma chicotada na mesa. Ele chegou até a dar autógrafos para quem saía do estande com um exemplar.

Tudo isso apenas para conter a ansiedade, em partes, de quem espera o segundo volume, que chega na segunda quinzena de setembro. O último está previsto para o começo de novembro.

 
Voltar ao topo da página