Saltar para o conteúdo principal
 
19/01/2016 - 15h23

Para Gustavo Cerbasi, ostentação e materialismo são problemas culturais

da Livraria da Folha

Para Gustavo Cerbasi, muitos objetivos de investimento e planos pessoais seguem um nítido padrão de comportamento. Nós, brasileiros, somos induzidos por parentes e amigos a fazer determinados planos, conquistar títulos, diplomas e posições hierárquicas.

"A noção de riqueza de nossa cultura latina está, antes de tudo, associada a bens materiais ou algo que possa ser mostrado - ou melhor, exibido - aos nossos amigos e parentes", escreve em "Dinheiro: Os Segredos de Quem Tem".

Divulgação
Consultor explica o que fazer para equilibrar as contas e se aproximar da tão sonhada independência financeira
Consultor explica o que fazer para equilibrar as contas e se aproximar da tão sonhada independência financeira

Ele exemplifica essa necessidade comentando que muitos jovens ou profissionais em início de carreira fazem de tudo para conseguir o primeiro carro, muitas vezes sacrificando a maior parte do salário ou bolsa-estágio.

E não para por aí. Com o tempo, surgem novas necessidades, como a aquisição da casa própria, por exemplo. Gustavo Cerbasi frisa: construímos nossos patrimônios "tendo como grande preocupação a adequação do padrão de vida à nossa renda". Essa necessidade acaba levando muita gente na direção de um caminho muitas vezes sem volta: a falta de tranquilidade.

"Você não estará tranquilo porque as grandes conquistas de sua vida gerarão para você uma grande preocupação: contas a pagar. Seu maravilhoso patrimônio de R$ 1 milhão ou mais proporcionará a você, nesse momento, além de um grande prazer, contas intermináveis".

Para Gustavo Cerbasi, o problema é cultural. O materialismo associado à cultura brasileira costuma gerar problemas no final de uma carreira de sucesso.

"Ao se aposentar, o profissional bem-sucedido que depara com centenas de contas a pagar percebe que sua realidade financeira está muito longe dos compromissos, e então começa a se desfazer dos bens".

Ele ressalta que a perda do emprego representa o brusco fim de um bom padrão de vida. Sem perspectivas diante da perda, muitos profissionais têm vergonha de dividir o problema com a família e acabam afundando em dívidas e problemas.

"Talvez esteja aí parte da razão de uma parcela tão reduzida das pessoas com renda superior declarar-se feliz. Parece incrível, mas a grande maioria das pessoas que conhecemos tem grandes chances de enfrentar problemas parecidos com os expostos até aqui".

Em "Dinheiro: Os Segredos de Quem Tem", o consultor explica o que fazer para começar agora mesmo a equilibrar as contas e se aproximar da tão sonhada independência financeira. Para isso, ele simplifica temas como aposentadoria, investimentos e empreendedorismo, mostrando que qualquer pessoa pode conquistar um futuro sólido e tranquilo. Basta ter conhecimento e organização.

*

DINHEIRO: OS SEGREDOS DE QUEM TEM
AUTOR Gustavo Cerbasi
EDITORA Sextante
QUANTO R$ 25,90 (preço promocional *)

* Atenção: Preço válido por tempo limitado ou enquanto durarem os estoques.

-

 
Voltar ao topo da página