Saltar para o conteúdo principal
 
02/08/2016 - 09h01

Rodrigo Constantino ataca o 'jeitinho brasileiro' em novo livro

da Livraria da Folha

Divulgação
Constantino investiga as origens e ataca o 'jeitinho brasileiro' como responsável por problemas e atrasos no país
Constantino investiga as origens e ataca o 'jeitinho brasileiro' como responsável por problemas e atrasos no país

Autor de "Esquerda Caviar" e "Contra a Maré Vermelha", o jornalista Rodrigo Constantino ataca agora o 'jeitinho brasileiro' no livro "Brasileiro é Otário?", que sai pela editora Record.

No ensaio divido em quatro partes, Constantino parte de sua própria experiência. "Como um 'carioca da gema', posso atestar o fenômeno com facilidade, pois o Rio talvez seja a capital nacional da malandragem.", escreve.

Na obra ele critica o jogo de cintura, a flexibilidade e a 'esperteza' do povo brasileiro e busca mostrar que estas características que são frequentemente motivo de orgulho não devem ser encaradas como tal.

Ele defende que é justamente essa característica 'malandra' e a responsável pelo atraso e por diversos problemas do país.

Constantino fala no livro sobre as origens do 'jeitinho', que estão, em sua opinião, relacionadas com a burocracia, a legislação extensa demais e o papel gigantesco do Estado na vida dos cidadãos.

Critica também o que chama de "coitadismo", o nacionalismo excessivo e a atuação dos sindicatos, além de citar comportamentos como a falsificação de carteiras de estudante e os clássicos fura-fila, entre outros.

Ele compara o cotidiano brasileiro com os de outros países - em relação aos temas mais variados, como jornada de trabalho, imprensa, culinária e justiça; e termina com dados numéricos sobre o quanto custa a malandragem do brasileiro.

*

BRASILEIRO É OTÁRIO?
AUTOR Rodrigo Constantino
EDITORA Record
QUANTO R$ 36,90 (preço promocional*)

* Atenção: Preço válido por tempo limitado ou enquanto durarem os estoques.

-

 
Voltar ao topo da página