Saltar para o conteúdo principal
 
16/08/2017 - 09h01

Livro revela como se deu a explosão da arquitetura modernista em São Paulo

da Livraria da Folha

Divulgação
Em pouco mais de uma década, diversos edifícios icônicos da capital paulista foram erguidos, mudando a cara da cidade
Em pouco mais de uma década diversos edifícios icônicos da capital paulista foram erguidos, mudando a cara da cidade

Em pouco mais de dez anos uma verdadeira revolução aconteceu nas ruas de São Paulo moldando para sempre a cara da cidade.

No livro "São Paulo nas Alturas", publicado pelo selo Três Estrelas, o jornalista e repórter especial da Folha Raul Juste Lores apresenta os personagens e o contexto que transformaram a capital paulista.

Entre as décadas de 1950 e 1960 foram criados os mais icônicos prédios da cidade. Copan, Edifício Itália e Nações Unidas, Conjunto Nacional e o centro comercial Grandes Galerias (mais conhecido como "Galeria do Rock") são alguns exemplos.

A mudança começa com a metrópole em expansão. Uma renovada indústria imobiliária passa a requisitar arquitetos modernos nos anos 1950. A partir daí formarem-se alianças entre empreendedores como Artacho Jurado, Octavio Frias de Oliveira e José Tjurs com arquitetos como Oscar Niemeyer, David Libeskind e Franz Heep.

Além de apresentar uma reconstituição deste período efervescente, o livro traz um guia com sugestões de itinerários a pé para quem tiver interesse em conhecer importantes marcos arquitetônicos da cidade.

Pesquisador de arquitetura e urbanismo, Raul Juste Lores foi editor do caderno "Mercado" da Folha de S.Paulo e correspondente em Washington, Nova York, Pequim e Buenos Aires.

*

SÃO PAULO NAS ALTURAS
AUTOR Raul Juste Lores
EDITORA Três Estrelas
QUANTO R$ 51,90 (preço promocional*)

* Atenção: Preço válido por tempo limitado ou enquanto durarem os estoques.

-

 
Voltar ao topo da página