Saltar para o conteúdo principal
 
09/02/2018 - 16h14

Mario Sergio Cortella discute em livro as urgências e turbulências familiares

da Livraria da Folha

Divulgação
Autor fala em livro sobre os desafios da convivência familiar e como superar as dificuldades do dia a dia
Autor fala em livro sobre os desafios da convivência familiar e como superar as dificuldades do dia a dia

Como melhorar o convívio entre pais e filhos? Como educar os jovens? Como estipular limites a eles? Essas são algumas das questões que o filósofo Mario Sergio Cortella procura responder no livro "Família - Urgências e Turbulências".

Na obra, Cortella aponta para os riscos que os conflitos em família podem provocar e recomenda que os pais estejam sempre alerta para adotar uma postura ativa, urgente e corajosa para encontrar soluções.

O autor destaca que com a intenção de querer ser muito amigos dos filhos, pais e mães promovem um "clima de camaradagem excessiva que beira a complacência e pode ser perigosa, na medida em que rompe alguns laços de autoridade".

"Observa-se uma dificuldade em se chegar a uma situação de equilíbrio, em que haja uma vida harmônica, mas disciplinada. Uma vida com liberdade de convivência, mas que não abra mão da ética do esforço. Que não seja opressiva, tampouco desordenada".

Ressalta também a importância de desenvolver uma convivência com qualidade, por menor que seja o tempo para se estar junto.

Filósofo e escritor, com mestrado e doutorado em Educação pela PUC-SP, da qual é professor-titular e na qual atuou por 35 anos, Mario Sergio Cortella é comentarista de programas de rádio e TV e foi Secretário Municipal de Educação de São Paulo.

É autor de livros como "Viver em Paz para Morrer em Paz", "Por que Fazemos o que Fazemos", "Não Nascemos Prontos", "Liderança em Foco", "Não se Desespere!" e "Basta de Cidadania Obscena", entre outros.

*

FAMÍLIA - URGÊNCIAS E TURBULÊNCIAS
AUTOR Mario Sergio Cortella
EDITORA Cortez Editora
QUANTO R$ 36,90 (preço promocional*)

* Atenção: Preço válido por tempo limitado ou enquanto durarem os estoques.

-

 
Voltar ao topo da página