Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
27/09/2012 - 18h40

Aviação 'VIP' na Copa vai ser deslocada para bases da Aeronáutica

Publicidade

DIMMI AMORA
DE BRASÍLIA

Aviões de autoridades, delegações ou chefes de Estado que chegarem às cidades sedes da Copa de 2014 no Brasil serão deslocados para bases aéreas da Aeronáutica, evitando assim os aeroportos.

É o que ficou definido pela SAC (Secretaria de Aviação Civil) no planejamento do órgão para o evento, realizado em conjunto com a Aeronáutica, e entregue ao Comitê Gestor da Copa de 2014.

Esse tipo de avião, classificado como VIP pelo órgão, ficará em locais diferentes de outros voos, a chamada aviação regular (doméstica e internacional) e a aviação geral (onde estão jatos executivos e táxis aéreos). Isso só não acontecerá em uma das 12 sedes, Cuiabá (MT), onde todos vão para o aeroporto da cidade.

No total, o governo selecionou 50 aeroportos nessas 12 cidades para receberem voos durante o evento e a Copa das Confederações, em 2013.

Em São Paulo, a Base Aérea de São Paulo foi a escolhida para os voos Vip's. Os outros quatro aeroportos escolhidos no Estado são Guarulhos, Campinas, Congonhas e Campo de Marte, sendo que esse último apenas para a chamada aviação geral. Congonhas continuará só recebendo voos domésticos e de aviação geral.

A SAC também selecionou quatro aeroportos como alternativas para voos destinados a São Paulo caso haja problemas: Galeão (RJ), Confins (MG), São José dos Campos (SP) e Sorocaba (SP).

Segundo a SAC, os critérios para a escolha de aeroportos que vão servir apenas para a aviação geral foram estar num raio de até 500 quilômetros de distância das cidades sedes e a adequação da pista.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página