Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
21/12/2010 - 11h42

Positivo Informática deve demitir 600 funcionários no Paraná

Publicidade

DIMITRI DO VALLE
DE CURITIBA
DE SÃO PAULO

A Positivo Informática, líder na produção de computadores no país, iniciou esta semana uma série de demissões no seu quadro de funcionários. Elas devem chegar a 600 dispensas na unidade de Curitiba, sede da empresa, de acordo com o sindicato de trabalhadores da categoria.

A empresa ainda não se manifestou sobre as demissões, mas as causas dos desligamentos, cerca de 10% do quadro efetivo da empresa, podem estar ligadas, segundo o sindicato, à queda de novos pedidos após os contratos já fechados para o período de Natal.

Veja a página de classificados de empregos

A Folha entrou em contato com a assessoria da Positivo Informática, mas não obteve ainda um pronunciamento oficial sobre as rescisões de parte do efetivo, que começaram a ser efetuadas na segunda-feira.

De acordo com a assessoria do Seletroar (Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Eletroeletrônica e Refrigeração de Curitiba e Região Metropolitana), ainda há expectativa de que a dispensas sejam reduzidas com a conquista de novos pedidos de mercadoria, o que levaria à preservação de pelo menos 200 empregos.

Para os demitidos, o sindicato negociou com a Positivo Informática a antecipação do pagamento do Plano de Participação nos Lucros e Resultado, no valor de R$ 250 para cada dispensado, além de uma cesta básica de R$ 120 e antecipação de gratificação por assiduidade (R$ 250), benefício que seria concedido inicialmente a quem estivesse na empresa até o dia 31 deste mês.

Uma empresa de Recursos Humanos também foi contratada para assessorar os demitidos em eventual recolocação no mercado de trabalho.

AQUISIÇÃO

No dia 6 de dezembro, a Positivo anunciou a sua entrada nos mercados da Argentina e do Uruguai, por meio de uma joint venture com a argentina BGH -- uma das maiores fabricantes de eletroeletrônicos, telefones celulares e produtos de informática do país.

O investimento inicial estimado pela Positivo será de US$ 8 milhões. O início da operação está previsto para meados de fevereiro de 2011 e sujeito a aprovações governamentais.

O objetivo da parceria, segundo anúncio da empresa, é ganhar participação significativa na Argentina e no Uruguai, informa o anúncio. A nova empresa, oriunda da união das duas marcas na joint ventura, fabricará e comercializará produtos de informática (desktops, notebooks, all-in-ones, e-books e tablets) na Argentina e no Uruguai.

Para a constituição da joint venture, a Positivo adquiriu 50% do capital social da sociedade argentina Informática Fueguina S.A. ("Sociedade"), detentora direta e indireta da BGH. De acordo com os termos do contrato, a administração da sociedade será compartilhada entre BGH e Positivo.

O acordo firmado entre as partes prevê a montagem de uma planta industrial na província da Terra do Fogo, Antártida e Ilhas do Atlântico Sul, Argentina, após cumpridas as formalidades legais

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Smart TV Smart TV Diversas ofertas a partir de R$ 856,11

Notebook Notebook Trabalhe, estude, jogue, a partir de R$ 769,00

Celulares | Tênis | Mais...

Voltar ao topo da página