Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
06/04/2011 - 19h52

Mantega nega que medidas anteriores não tenham freado queda do dólar

Publicidade

DE SÃO PAULO

O ministro Guido Mantega anunciou hoje mais medidas para conter a valorização do real, estendendo a cobrança do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) de até dois anos tomados no exterior por bancos e empresas.

Governo amplia IOF para empréstimos no exterior de até dois anos

O ministro negou que as medidas anteriores não tenham surtido efeito. Segundo ele, o governo está "fazendo por aproximação", anunciando medidas e avaliando o efeito delas antes de tomar novas decisões. "Todas as medidas que nós tomamos deram resultados. Se nós não tivéssemos tomados todas essas medidas, certamente o Real estaria muito mais valorizado do que se encontra", afirmou.

Mantega valorização

Para o crédito ao consumidor, que é a forma como as medidas afetam diretamente a população, Mantega diz que "não se trata de não aumentar, mas de reduzir o aumento do crédito". A medida restringirá o aumento de crédito que vem do exterior, e a "tendência é aumentar os juros se o consumidor continuar tomando mais crédito".

Mantega aumento de juros

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página