Ex-boxeador Mike Tyson investe em plantação de maconha na Califórnia

DE WASHINGTON

Um "oásis no deserto". Foi assim que o novo empreendimento do ex-boxeador Mike Tyson –uma plantação de maconha na Califórnia– foi apelidado.

O antigo campeão mundial de pesos pesados inaugurou a fazenda no último dia 20, em Califórnia City, no meio do deserto do oeste americano.

Crédito: Kamran Jebreili/Associated Press O ex-boxeador Mike Tyson dá entrevista em Dubai, em maio de 2017; ele investiu em plantação de maconha
O ex-boxeador Mike Tyson dá entrevista em Dubai; ele inaugurou plantação de maconha na Califórnia

Entusiasta dos benefícios medicinais da maconha, cujo cultivo é legalizado no Estado da Califórnia, Tyson deu a primeira pá de terra na pequena propriedade de 16 hectares, que foi adquirida em parceria com outros dois sócios, Robert Hickman e Jay Strommen.

Além de plantar variedades de maconha de alta qualidade, o rancho do ex-boxeador também pretende desenvolver pesquisas sobre os benefícios da cannabis à saúde, além de orientar outros produtores sobre os melhores hábitos de cultivo da planta.

"Temos agora uma indústria que irá fornecer tratamento médico para aqueles que precisam, empregos, renda", discursou a prefeita de California City, Jennifer Wood, durante a inauguração do empreendimento, em vídeo publicado pelo portal "The Blast". Ela elogiou o comprometimento de Tyson com a comunidade local.

A empresado do lutador que administra o rancho, não por acaso, se chama "Tyson Holistic".

A maconha ainda é considerada uma droga ilícita em nível federal nos Estados Unidos, mas leis estaduais permitem seu consumo, venda ou cultivo em pequena escala, como é o caso da Califórnia. No total, dos 50 Estados americanos, 29, além do Distrito de Columbia, já liberaram o consumo da cannabis para uso recreativo ou medicinal.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.