Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
28/10/2010 - 22h49

Sarah Palin diz que concorre à Presidência dos EUA "se não houver mais ninguém"

Publicidade

DE SÃO PAULO
DA FRANCE PRESSE

A ex-candidata republicana a vice-presidente dos Estados Unidos Sarah Palin disse que concorrerá como candidata a presidente em 2012 "se não houver mais ninguém para fazer isso".

A declaração teria sido feita ao programa de TV "Entertainment Tonight", que citou nesta quinta-feira uma entrevista concedida pela ex-governadora do Alasca e emblema do Tea Party.

Palin declarou ao programa de notícias, que é exibido pela emissora CBS, que sua candidatura também dependeria da decisão de se "fazer escolhas difíceis sem se importar com as críticas".

Esta decisão "exigirá uma discussão com a minha família (e) uma boa análise da situação para avaliar se há aqueles com este senso comum, conservador, de motivação pró-Constituição", afirmou.

"Se não houver ninguém mais, então é claro que eu acho que devemos fazê-lo", disse na entrevista, concedida de sua casa, em Wasilla, Alasca.

Palin emergiu depois da derrota nas eleições de 2008, sustentada pelo Tea Party, um movimento populista de extrema-direita, motivado pela oposição aos impostos, à elevação do gasto público e à reforma migratória.

Ela também é a estrela da série de televisão "O Alasca de Sarah Palin", que será exibida nos Estados Unidos na rede de TV a cabo TLC.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página