Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
22/09/2011 - 20h05

Avião faz pouso de emergência em NY após ser atingido por pássaro

Publicidade

DA EFE

Pouco após decolar do aeroporto nova-iorquino de La Guardia, um avião da companhia aérea Delta com destino a Boston teve de fazer pouso de emergência no aeroporto John F. Kennedy (JFK) de Nova York depois que um pássaro entrou na fuselagem.

A aeronave, um Airbus 319 que decolou às 12h26 (de Brasília) para Boston com 27 passageiros a bordo, sofreu o impacto de um pássaro e como medida de precaução o piloto aterrissou de emergência no aeroporto JFK, segundo nota no site da companhia aérea.

Uma passageira do voo 1380 da Delta, Alice Ting, contou pelo Twitter que "por um minuto" sua vida passou em frente de seus olhos.

Apesar do susto, ela destacou a calma do piloto durante a manobra de emergência, mas criticou a resposta do serviço de atendimento ao cliente da empresa.

A ameaça dos pássaros à aviação voltou a estampar as capas de jornais no início de 2009 depois que um avião teve de pousar no rio Hudson, em Nova York, após decolar do aeroporto de La Guardia depois de ser atingido por pássaros.

Naquele dia, a perícia do piloto do voo 1549 da companhia aérea US Airways evitou uma catástrofe aérea em Nova York. O piloto conseguiu pousar o avião no rio Hudson e salvar a vida das 155 pessoas a bordo, depois que pássaros entraram nos motores da aeronave e os paralisassem.

A Aviation Law, uma organização dedicada a ajudar juridicamente os casos de acidentes aéreos, afirma que o risco que representam as aves supõe para as companhias aéreas americanas uma despesa de US$ 480 milhões anuais, segundo dados da Administração Federal de Aviação dos EUA (FAA, na sigla em inglês).

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página