Saltar para o conteúdo principal Saltar para o menu

Para quase 50%, saúde é o maior problema do país

Publicidade

Além de ter derrubado a popularidade da presidente Dilma Rousseff de 57% para 30%, a onda de protestos pelo país pode ter provocado alterações relevantes na percepção da população sobre os problemas nacionais.

A pesquisa Datafolha concluída na sexta-feira mostra que a preocupação com a saúde, que já era alta, disparou no ranking de principal problema do Brasil na avaliação dos entrevistados.

Editoria de Arte/Folhapress

Conforme o levantamento, 48% dos brasileiros elegem a saúde como o principal problema do país. Em dezembro de 2012, quando o Datafolha havia feito essa pergunta pela última vez, o índice da saúde era 8 pontos menor, 40%. No terceiro mês do governo Dilma (março de 2011), era 17 pontos menor, 31%.

Outra mudança notável no intervalo de dois anos e três meses é a queda das citações da segurança ou da violência como maior problema. Essa sempre foi a segunda maior preocupação. Chegou a 20%, mas agora caiu para a quarta colocação, com 10%.

Queda consistente também pode ser observada no desemprego, que variou de 11% para 4% desde março de 2011.

Nesse tipo de pesquisa, em que o entrevistado só pode dar uma resposta, o entrevistador não oferece cartão com opções de respostas. As citações são espontâneas.

A exemplo da saúde, as citações da corrupção cresceram acima da margem de erro, que é de dois pontos percentuais. Esse é o maior problema, hoje, para 11%.

Quase um terço dos entrevistados, 32%, aprovou a atuação de Dilma frente aos protestos. O maior grupo, 38%, diz que ela foi regular.

Livraria da Folha

Publicidade
Publicidade

Envie sua notícia

Siga a folha

Publicidade

+ Livraria

Livraria da Folha

Publicidade
Publicidade

Folha Shop

TV Smart TV Smart HDMI, LED, Full HD a partir de R$ 999,99

Refrigerador Refrigerador Side By Side, Duplex, Frost Free a partir de R$ 849,00

Home Theater | Tênis | Mais...

Voltar ao topo da página