Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
24/07/2010 - 12h27

"Sou a favor da preservação da vida", diz Dilma a evangélicos

Publicidade

HUMBERTO MEDINA
DE BRASÍLIA

Depois de enfrentar um protesto ao entrar na Catedral das Assembleias de Deus, a candidata Dilma Rousseff discursou para evangélicos e se declarou a favor da vida.

"Eu sou a favor da vida em todas as suas dimensões e todos os seus sentidos. Sou a favor da preservação da vida", declarou.

Dilma enfrenta protesto antiaborto em igreja evangélica
Dilma recebe apoio de lideranças evangélicas de 15 igrejas
Bispo de Guarulhos diz que não recuará em mobilização contra Dilma

Pouco antes, ao entrar na Igreja, Dilma ouviu gritos de evangélicos da Igreja Batista, dizendo que ela era a favor do aborto e do casamento gay e que, por isso, não contava com o apoio dos evangélicos.

BISPO

O bispo Manoel Ferreira, presidente da Confederação das Assembleias de Deus do Brasil, disse, discursando ao lado da candidata Dilma Rousseff na Catedral, que temas polêmicos serão debatidos no Congresso e não devem ser objeto de iniciativa do Poder Executivo.

"Matérias polêmicas têm que ser analisadas no Congresso. A iniciativa tem que ser do Congresso. O ônus não pode ser do Executivo", disse Ferreira.

Dilma Rousseff, pouco antes de entrar na igreja, enfrentou protesto no qual evangélicos da Igreja Batista estenderam uma faixa contra a candidata e gritaram que ela é a favor do casamento gay e o aborto e que, por isso, não conta com o apoio dos evangélicos.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página