Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
22/10/2010 - 02h30

Michel Temer: tanto faz

Publicidade

FERNANDO DE BARROS E SILVA
DE SÃO PAULO

Indio da Costa ainda não brilhou na TV de José Serra, mas Michel Temer enfim apareceu no programa eleitoral de Dilma Rousseff. Foi na terça à noite. Discursou por um minuto diante da câmera, como se fosse o fiador ou o guardião da governabilidade.

Destacou a importância de uma "maioria sólida" no Congresso para o futuro presidente e desfilou números: Dilma, se eleita, terá o apoio "de mais de 350" dos 513 deputados, e poderá contar "com mais de 50" dos 81 senadores. E concluiu, com seu típico sorriso de Monalisa no canto da boca: "Dilma poderá governar com tranquilidade".

Há quatro anos, já então presidente do partido, o vice de Dilma apoiou Geraldo Alckmin contra Lula. Mais do que isso. O PMDB, sem candidato próprio, rachou no segundo turno. O governador Sérgio Cabral fechou com Lula. E Temer foi o articulador do apoio do casal Garotinho --Anthony e Rosinha, à época no PMDB-- ao tucano. Veja fotos abaixo.

Leia aqui a íntegra da coluna (só para assinantes da Folha e do UOL).

Fotos Marlene Bergamo - 3.out.2006/Folhapress
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página