Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
29/12/2010 - 14h21

Lula diz que adiou para amanhã anúncio sobre caso Battisti

Publicidade

SIMONE IGLESIAS
ENVIADA ESPECIAL A CAUCAIA (CE)

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou na tarde desta quarta-feira que deixou para amanhã o anúncio sobre a questão da concessão de refúgio ao terrorista italiano Cesare Battisti.

Mais cedo, sua equipe havia indicado que o anúncio seria hoje.

Lula se antecipa e anuncia permanência de Gabrielli na Petrobras
Lula agradece cearenses por não reelegerem Tasso Jereissati ao Senado
Veja cronologia do caso Battisti
Entenda o caso envolvendo o pedido de extradição de Battisti

Lula afirmou que não teve tempo de ler atentamente o parecer da AGU (Advocacia-Geral da União) sobre o caso --que, embora não tenha sido divulgado, é considerado favorável à concessão do refúgio a Battisti.

Ao decidir pela concessão, Lula arrisca ferir o tratado de extradição do Brasil com a Itália, o que poderia levar até a um pedido de impeachment.

Battisti, preso no Brasil e condenado à revelia pelo governo da Itália por terrorismo, teve seu caso analisado em 2009 pelo STF (Supremo Tribunal Federal).

Na ocasião, os magistrados decidiram que cabe ao chefe do Executivo a decisão final sobre a concessão de refúgio político a Battisti. O então ministro da Justiça, Tarso Genro, reconheceu essa condição ao italiano, mas o caso havia sido questionado pelo governo da Itália em um pedido de extradição.

Entre 1976 e 1979, Battisti foi membro do PAC (Proletários Armados pelo Comunismo), organização de esquerda que se envolveu em quatro mortes. O italiano nega os crimes.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página