Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
28/01/2011 - 22h00

Lula diz que Dilma na Presidência o faz dormir 'tranquilo'

Publicidade

RAPHAEL VELEDA
ENVIADO A VIÇOSA (MG)

Em sua primeira viagem fora de São Paulo após deixar a Presidência, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva exaltou as realizações de seus governos na área da educação e criticou o que chamou de "lógica excludente do passado".

Nesta sexta-feira, Lula foi paraninfo e discursou a formandos da Universidade Federal de Viçosa (a 225 km de Belo Horizonte). Ele também recebeu o título de doutor honoris causa, oferecido pela instituição.

Em sua fala, Lula fez referência à presidente Dilma Rousseff. Disse que dorme "tranquilo sabendo que a Dilma está lá" na Presidência.

Foram 30 minutos de discurso, dos quais a maior parte foi lido em um texto pronto. Ele só falou de improviso no final, quando citou sua história de vida para pedir que os alunos não desanimem diante de dificuldades.

O ex-presidente disse aos formandos que, ao convidarem-no para ser paraninfo, "homenagearam o enorme esforço que o Brasil fez na educação nos últimos anos".

Em seguida, lembrou números de sua gestão, dizendo, por exemplo, que os investimentos em educação mais do que dobraram nos últimos oito anos.

Lula chegou a universidade com 45 minutos de atraso em uma BMW modelo X6. Estava acompanhado do ex-ministro Luiz Dulci e de assessores. O ministro da Educação, Fernando Haddad, esperava o ex-presidente no campus.

A comitiva chegou a Minas de jatinho. Lula dormiria em Viçosa e, neste sábado, receberá outra homenagem --uma comenda da Prefeitura de Ubá a ser entregue às 10h.

Ao ser abordado por jornalistas quando chegava a Viçosa, Lula disse que só dará entrevistas "daqui a três meses".

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página