Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
18/06/2011 - 09h42

País tem carga fiscal alta, mas população se beneficia pouco

Publicidade

DE SÃO PAULO

Entre os 30 países com as maiores cargas tributárias, o Brasil é o que proporciona o pior retorno dos valores arrecadados em bem-estar para seus cidadãos, informa reportagem de Marcos Cézari na edição deste sábado da Folha (íntegra disponível para assinantes do jornal e do UOL, empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha).

Com carga tributária de 34,41% do PIB (Produto Interno Bruto) em 2009, o país fica atrás dos vizinhos Argentina e Uruguai quando se analisa o retorno dos tributos em qualidade de vida para a sociedade.

A conclusão é de estudo do IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário) que compara a carga fiscal em relação ao PIB e verifica se o que está sendo arrecadado pelos países volta aos contribuintes --ou seja, a quem paga os tributos-- em serviços de qualidade que gerem bem-estar à população.

A assessoria de imprensa da Receita Federal informou que não comentaria o estudo.

Ananda Werner/Editoria de Arte/Folhapress

Leia mais na Folha deste sábado, que já está nas bancas.

Assine a Folha

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página