Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
20/07/2011 - 20h13

Dirceu diz 'não ver problemas' em prévia no PT

Publicidade

DE SÃO PAULO

José Dirceu afirmou nesta quarta-feira que não é contrário à realização de prévia no PT para a escolha do candidato ou candidata do partido para as eleições de 2012. "Não vejo problema na prévia defendida por petistas", escreveu em seu site pessoal.

A eleição interna para definir o candidato é defendida por aliados de Marta Suplicy, que já anunciou sua pretensão de disputar a Prefeitura de São Paulo. Outro nome de peso que também pretende entrar na disputa é o atual ministro da Educação, Fernando Haddad, que conta com o apoio do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Dirceu afirmou que a prévia "deve ter regras, vir bem regulamentada e o candidato a candidato que se dispuser a disputá-la deve ter apoio, no mínimo, de um número determinado e expressivo de filiados". Caso contrário, segundo o petista, "a prévia vira instrumento de negociação para ser vice ou se torna pré-campanha de vereador ou de deputado".

No caso da Prefeitura de São Paulo, ele disse que a eleição prévia "serviria para o partido se mobilizar, discutir um programa e um projeto para a cidade, fazer a crítica dos governos tucanos e ex-demos". "Poderá até permitir que se conheça mais de perto alguns que não tiveram a militância partidária na base, como o ministro da Educação, Fernando Haddad", escreveu.

Dirceu se referiu diretamente ao prefeito de São Paulo Gilberto Kassab, que deixou o DEM para fundar o PSD.

O ex-ministro da Casa Civil durante o governo Lula disse ainda que outros petistas também poderiam se candidatar à prévia, entre eles o senador Eduardo Suplicy, o ministro da Ciência e Tecnologia Aloizio Mercadante e os deputados Carlos Zaratini, Paulo Teixeira, Ricardo Berzoini e Gilmar Tatto.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página