Fagundes estreita relação com fãs e recebe público no camarim da peça 'Vermelho'

Aquela barreira imaginária que divide artista pra lá e público pra cá já não existe mais para Antonio Fagundes. O protagonista da novela "Velho Chico", da Rede Globo, quebrou de vez essa distância com a reestreia da peça "Vermelho", que chega dia 11 de agosto ao Tuca.

Em todos os sábados até essa data, ele e seu filho Bruno, com quem divide o palco, abrem as portas da sala de ensaio para que a plateia acompanhe cada etapa do processo de criação da montagem, desde a leitura do texto até as marcações no chão e a relação estabelecida com os objetos do cenário.

Serão 80 vagas por dia, com ingressos a R$ 20. "Eu já fiz essa experiência com a Companhia Estável de Repertório [nos anos 1980] e foi maravilhoso", diz Fagundes, o pai. "Eles entenderam o que é essa mágica do teatro."

Mas a interação não para por aí. A grande novidade fica por conta do "meet and greet" que eles lançaram: quem for fã vai poder adquirir um ingresso especial para a peça e, por mais R$ 100, ter acesso aos bastidores.

"A pessoa vai ter o direito de ficar uns 20 minutos com a gente lá atrás, tomar café, conhecer o camarim, ter uma visita guiada pelo palco, ver o cenário", explica Bruno. A ideia é que dez pessoas participem por vez. O pai ressalta a importância dessas experiências mais íntimas. "A gente reforça cada vez mais nossa dependência do público, não só financeira, mas também emocional, física. Nós precisamos deles atentos na plateia, carinhosos, como nós somos".

Escrita pelo americano John Logan e dirigida por Jorge Takla, "Vermelho" —que inaugurou o atual Teatro Cetip em 2012— mostra o embate de ideias entre o pintor Mark Rothko e seu jovem assistente. É um texto reflexivo e impactante. Após as sessões, haverá bate-papo com a plateia, e o hall do teatro receberá exposição com obras citadas em cena.

Os artistas também vão manter a iniciativa que surgiu com o espetáculo "Tribos" de realizar sessões com acessibilidade sempre no último sábado de cada mês. O público surdo e cego vai poder aproveitar a peça tendo acesso a tradução em Libras, tablet com legenda e audiodescrição.

Tuca. R. Mte. Alegre, 1.024, Perdizes. Ensaio. Sáb.: 15h. Até 6/8. Ingr.: R$ 20. Vermelho. Sex. e sáb.: 21h30. Dom.: 18h. Ingr.: R$ 60 a R$ 80. Ingr. p/ ingressorapido.com.br.

Publicidade
Publicidade