Saltar para o conteúdo principal Saltar para o menu
Publicidade

Serafina

O que Anitta tem a ver com as blogueiras de moda?

Mais opções
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
  • RSS

Dois fenômenos pop mexeram com a moda no Brasil neste ano: o "Show das Poderosas", que dominou o rádio e a TV e foi visto em todo canto, e os blogs de look do dia, estrelados por "wannabes" em geral, com uma audiência explosiva na internet, concorrendo com publicações importantes na moda.

O "Show das Poderosas" é o hit da Anitta, funkeira carioca em versão soft -não tem palavrão, as crianças podem cantar à vontade. Anitta quer ser uma espécie de Rihanna do funk. Ela tem coreografia bem ensaiadinha, música chiclete (vai dizer que ainda não ouviu o "Pre-para"?) e um caso com a moda.

Assinou uma linha para a Riachuelo, gigante do "fast-fashion" nacional, e criou uma identidade visual: microshort jeans de cintura alta, top decotado, bota de salto, cabelo alisado, batom nude, barriga de fora.

Já as blogueiras fazem parte de uma turma formadora de opinião que dissemina o desejo pelo consumo e encarna a imagem da mulher poderosa do momento. Muitas delas são herdeiras de grandes fortunas e vivem em sintonia com os lançamentos da moda internacional. Vão, de passagem executiva, assistir aos desfiles de Nova York, Londres, Milão e Paris. Levam a invejada vida de "it girl", que, na prática, corresponde ao que eram ontem as dasluzetes (lembra delas?), anteontem as patricinhas, as burguesinhas, há duas décadas as socialites, as colunáveis...

Aparentemente, trata-se de dois mundos diferentes. Um é o universo da popozuda, que descende de uma longa linhagem de estrelas e vedetes: Monique Evans de fio dental, Luiza Brunet posando de calça Dijon colada e nada mais, as chacretes, a loira e a morena do Tchan. Uma tradição de transgressoras, que tiraram proveito de suas curvas para atrair, controlar, ganhar o seu -e parar de precisar se submeter.

O outro é o das ricas, que ao mesmo tempo seguem e são seguidas pela moda. Elas se exibem em fotos publicadas em blogs, maquiadas, penteadas, bem vestidas. É o chamado look do dia. Montam-se, muitas vezes fazem propaganda remunerada das marcas, postam, ganham dinheiro e gastam colecionando roupas caras de grifes que amam (elas amam amar as coisas). No fundo, há uma provocação: eu tenho, você não tem!

Anitta e essas blogueiras atingem a quintessência da brasileira, que gosta de se arrumar para aparecer, seduzir e comandar. Nos blogs, o figurino campeão de "likes" é sensual, emperiquitado. Mistura cores, flores, listras, jeans, ouro. "Minimalismo é coisa de japonês. O Brasil é quente, colorido, barroco. Nós gostamos das coisas cheias de curvas, de brilhos", diz João Braga, professor de história da moda, na Faap. "A brasileira, não importa a classe social, tem a necessidade de se sentir gostosa."

A atitude do "visto, logo existo", "mostro, logo posso" diz mesmo muito sobre a gente. "Olha eu aqui no Multishow.

Riiicaaa!!", gritou Anitta, comemorando o momento de glória no seu primeiro show gravado ao vivo, assim, se achando... rica.

As peças que ela assina são apostas de venda em dezenas de lojas da Riachuelo. Inclusive na que deve abrir em breve bem na esquina da Oscar Freire com a
Haddock Lobo, no quadrilátero de ouro do varejo brasileiro, antigo reduto do luxo no país e endereço de compras e passatempo do high society paulistano. É ou não é o encontro de dois mundos?

Maria Rita Alonso é jornalista. Já dirigiu as redações das revistas "Estilo" e "Criativa".

Mais opções
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
  • RSS

Livraria da Folha

Publicidade
Publicidade
Publicidade
[an error occurred while processing this directive]

Envie sua notícia

Siga a folha

Livraria da Folha

O Estado e a Revolução
Vladimir Ilitch Lenin
De:
Por:
Comprar
O Estado e a Revolução
Vladimir Ilitch Lenin
De:
Por:
Comprar
Crer ou Não Crer
Leandro Karnal, Pe. Fábio de Melo
De:
Por:
Comprar
Publicidade
Publicidade
Voltar ao topo da página