Saltar para o conteúdo principal Saltar para o menu
Publicidade

Serafina

Ícone dos anos 80, Fiorucci reabre "por amor" com nova loja em Londres

Mais opções
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
  • RSS

O burburinho começou bem antes da recém-abertura da nova loja da Fiorucci numa esquina da Brewer Street, Soho, bairro badalado no coração de Londres. A cidade foi escolhida para o retorno da marca no seu aniversário de 50 anos. Seus novos donos, o agora divorciado casal Stephen e Janie Schaffer, são britânicos e têm know-how em moda (são fundadores da Knickerbocker e Janie foi diretora criativa da Victoria Secrets).

Mesmo passados 30 anos desde seu apogeu, ninguém duvida que a Fiorucci - símbolo dos anos 80, da new wave derivada da cultura disco que florescia em NY - será um sucesso novamente. "Resolvemos trazer a Fiorucci e tudo que ela representa de volta porque amamos a marca, como tanta gente da nossa geração", explicam Stephen e Janie. "Todos disseram que éramos loucos, mas somos fãs da grife, que não merece morrer".

Sexy

As referências da Fiorucci continuam as mesmas. São arte, música e sexo, de forma despretensiosa, colorida e, sobretudo, libertária. Com uma loja-galeria-café-bar-espaço para eventos de dois andares, os Schaffers pretendem reviver toda a irreverência dos dois anjinhos nada angelicais do logo da marca, além do caimento perfeito do jeans e do acabamento diferenciado. A peça predileta de Janie é uma camiseta de malha estampada com os dois anjos (custa R$ 300).

A marca criada em 1967 por Elio Fiorucci (falecido em 2015) causou frisson e devoção nos anos 80. Em 1984, a grife lançou uma coleção criada por Vivienne Westwood e Malcolm McLaren em colaboração com o artista de rua nova-iorquino Keith Haring (1958-1990), repleta de grafites fluorescentes. Virou o visual de uma estrela em ascensão que atendia simplesmente por Madonna e também tinha raízes italianas, como a Fiorucci, sediada em Milão.

Pop por excelência

A loja que mais bombava era a de Manhattan. Mas a de Londres, na King's Road (onde o punk ganhou a mídia), também tinha seus seguidores, atrás do balcão e nos provadores. Batom e lápis de olho não se restringiam mais às garotas. George Michael e o ex-The Clash Mick Jones eram fregueses habituais. David Bowie apareceu na Fiorucci acompanhado de dos então desconhecidos Marc Jacobs, Calvin Klein e Jean-Michel Basquiat. Andy Warhol batia ponto na loja de NY; Jean-Paul Gaultier preferia a de Londres.

Agora, no finalzinho de 2017, a volta da Fiorucci é anunciada com Georgia May Jagger usando um top listrado de vermelho e branco, clicada por Joshua Wilks (das revistas Garage e King Kong) lembrando muito o espírito da era disco.

Vintage

"Escolhermos abrir a primeira loja em Londres em homenagem a Elio, que se inspirou na energia da cidade para criar a Fiorucci", diz Janie. A flagship é despojada e oferece customização das peças com patches de desenhos reproduzindo os pôsteres da marca (à venda em papel por R$ 150), fruto de colaborações com artistas de ponta da época - tradição que os Schaffers vão continuar: Aaron Skipper (ex-Vans) é o designer gráfico. Os novos capítulos da Fiorucci têm um ar vintage carregado de cores e muito hype.

A repaginada da Fiorucci foi registrada num livro contando a história de grife e cheio de nomes importantes das artes e da moda. Apresentado na Semana de Moda de Milão, tem prefácio de Sofia Coppola, que relembra a experiência glamourosa e ao mesmo tempo libertadora que era visitar a loja de Manhattan em sua adolescência. Há entrevistas com gente que faz parte de seu DNA, como o diretor de arte Terry Jones, o fotógrafo Oliviero Toscani (da Benetton) e o escritor Douglas Coupland, que confessou à revista do Evening Standard: "Tudo que eu podia comprar lá era um cartão postal". Se este também for o seu caso, pague uma visita ao site www.fiorucci.com. Está valendo.

Mais opções
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
  • RSS

Livraria da Folha

Publicidade
Publicidade
Publicidade
[an error occurred while processing this directive]

Envie sua notícia

Siga a folha

Livraria da Folha

O Estado e a Revolução
Vladimir Ilitch Lenin
De:
Por:
Comprar
O Estado e a Revolução
Vladimir Ilitch Lenin
De:
Por:
Comprar
Crer ou Não Crer
Leandro Karnal, Pe. Fábio de Melo
De:
Por:
Comprar
Publicidade
Publicidade
Voltar ao topo da página