Publicidade
Publicidade
Publicidade

Renault Captur 1.6 ganha novo câmbio e se equipara a rivais; veja teste

O utilitário compacto Renault Captur tem agora mais uma opção de câmbio automático. A versão com motor 1.6 flex (120 cv) pode ser equipada com a caixa do tipo CVT, que simula seis marchas.

A nova configuração custa a partir de R$ 84,9 mil. Os principais itens de série são quatro airbags, ar-condicionado, luzes diurnas de LED, rodas de 17 polegadas, direção elétrica e controles de tração e de estabilidade.

"Queremos dobrar as vendas do Captur no Brasil com a nova opção", diz Federico Goyret, diretor de marketing da Renault. O carro teve 1.400 unidades vendidas em maio. Isso equivale a um terço dos emplacamentos de seu principal concorrente, o Honda HR-V (a partir de R$ 86,8 mil na versão com câmbio CVT) no mesmo período. O Nissan Kicks (R$ 85,6 mil) também oferece esse tipo de caixa.

A nova transmissão se mostra melhor que a automática de quatro velocidades do Captur 2.0 (R$ 91,9 mil).

O interior tem acabamento simples, com molduras cromadas nas saídas do ar-condicionado e ao redor do quadro de instrumentos.

Os bancos seguram bem os passageiros em curvas. A posição de dirigir é boa, embora a coluna de direção só tenha regulagem de altura.

Divulgação
Renault Captur durante apresentação, no Rio
Renault Captur durante apresentação, no Rio

A central multimídia é a mesma do hatch Sandero, fácil de ser operada. Falta, no entanto, o espelhamento para celular encontrado em modelos da concorrência.

Um dos adjetivos da Renault para o novo Captur CVT é "econômico". De fato, a nova versão gasta menos combustível que a opção 2.0 automática (148 cv), de acordo com o teste Folha-Mauá. Na cidade, com gasolina, a média ficou em 10,4 km/l. A versão mais potente marcou 8,2 km/l na mesma condição.

O modelo 1.6 precisou de 13,8s para ir de zero a 100 km/h. O Renault com motor 2.0 foi 1,5s mais rápido nessa prova. Em ambos os casos, os carros estavam com etanol.

Apesar de não ser tão ágil, a versão 1.6 com câmbio automático do tipo CVT é uma compra sensata na linha Captur. Os equipamentos estão em dia com o oferecido pelos rivais, assim como o preço. O desenho bem resolvido ajuda, embora a cabine merecesse um acabamento com menos plástico rígido.

*

POTÊNCIA 120 cv (e) 118 cv (g) a 5.500 rpm
TORQUE 16,2 kgfm (e/g) a 4.000 rpm
CÂMBIO Automático tipo CVT
PORTA-MALAS 437 litros
PESO 1.286 kg
PNEUS 215/60 R17
ACELERAÇÃO (0 a 100 km/h) 14,2s (e/g)
RETOMADA (80 a 120 km/h) 10,7s (e) e 11,4s (g)
CONSUMO URBANO 7,5 km/l (e) e 10,4 km/l (g)
CONSUMO RODOVIÁRIO 10,6 km/l (e) e 15 km/l (g)
PREÇO a partir de R$ 84,9 mil

Publicidade
Publicidade
Publicidade