Publicidade
Publicidade
Publicidade

Cozinha da década de 1950 ganha janela maior e novos revestimentos

Depois de uma reforma, a cozinha desse apartamento da década de 1950 na região central de São Paulo, que tinha móveis antigos e pouca iluminação, virou um espaço funcional. A obra foi feita pelo arquiteto Marcelo Rosset.

A transformação foi radical: todos os armários, feitos de madeira em tom rosado, foram substituídos por peças de fórmica. O mesmo material foi usado nas paredes. Já o piso de porcelanato foi trocado por granito preto.

Aumentar a iluminação foi uma preocupação de Rosset. Os basculantes deram lugar a uma janela maior, intervenção autorizada pelo condomínio. O teto foi rebaixado com gesso para a instalação de novas luminárias.

"O ambiente ficou mais limpo e moderno com os novos revestimentos", afirma o arquiteto, que fez a reforma em 2015. As obras da cozinha de 21 m² custaram em torno de R$ 90 mil, incluindo os eletrodomésticos.

O restante do apartamento também foi revitalizado. Ao lado da cozinha, foi criado um balcão de refeições, separado do espaço por uma pequena janela de correr de vidro. A reforma do imóvel durou oito meses.

Publicidade
Publicidade
Publicidade